Dicas para fazer uma boa prova de concurso – parte 1: o antes

Tão importante quanto estudar muito nos meses – e até anos – que antecedem o concurso desejado, é estar afiado no grande dia para não botar a oportunidade a perder. Por isso, são muitos os concurseiros que me pedem dicas para fazer uma boa prova de concurso.

Mais do que levar as canetas, tomar cuidado com eletrônicos e levar o cartão de inscrição, há outras dicas para provas de concurso ainda mais valiosas, que envolvem a organização e o emocional.

Assim sendo, decidi escrever um guia com dicas para fazer uma boa prova de concurso, dividido em duas partes.

Na primeira parte – que é esta que você está lendo agora – vou dar alguns conselhos para a semana que antecede a sua prova. No próximo artigo, ou seja, na parte 2, você poderá ler as dicas do que fazer durante a sua prova.

Dessa forma, se você quiser fazer toda a sua preparação valer a pena e alcançar a aprovação, continue a leitura e confira dicas para provas de concurso na semana que a antecede.

1. Não faça nada que te coloque em risco – seja paranoico

É claro que a semana que antecede a prova é repleta de ansiedade e expectativas. Por isso, você irá ouvir de várias pessoas que deve se exercitar, jogar bola e usar outras técnicas para eliminar o estresse.

No entanto, eu sou um tanto cuidadoso quando o assunto é a semana que antecede a prova. Se eu fosse você, não arriscaria sua saúde tão perto da prova.

Afinal de contas, todo mundo já sofreu com a Lei de Murphy – se algo pode dar errado, possivelmente dará errado.

Imagine só: você estudou, se preparou, está afiado e aí acaba perdendo a prova por um tornozelo torcido. É de um azar e tanto, né?

Por isso, ao meu ver, seja precavido! Resguarde-se e busque alternativas menos arriscadas para aliviar o estresse e a ansiedade.

Atividades leves como caminhadas, ioga e pilates, por exemplo, são boas válvulas de escape, sem riscos de gerar machucados.

2. Cuide da sua alimentação

Principalmente para os concurseiros que precisam viajar para outros estados para fazer prova, é necessário ter cuidado redobrado com a alimentação.

Não vá comer alimentos que você não conhece ou confia, nem mesmo optar por refeições altamente perecíveis, que estragam fácil (como a boa e velha maionese caseira).

Em 1992, por exemplo, quando fui prestar o concurso para Auditor Fiscal da Prefeitura de Belo Horizonte, resolvi experimentar a tão famosa comida mineira.

Nessa, comi feijão tropeiro, experimentei a cachaça local e passei a prova indo duas, três vezes ao banheiro.

Passei no concurso raspando, pois esses momentos que perdi com idas ao banheiro poderiam ter me dado questões que me trariam mais folga para ser aprovado.

Antes da prova, cuide da sua alimentação, ela é fundamental para a sua saúde. Não pule refeições e prefira alimentos leves e ricos em vitaminas, como frutas, legumes e verduras.

3. Evite discussões bobas, sobretudo com familiares

Uma das mais valiosas dicas para fazer uma boa prova de concurso é buscar manter a calma e a sua serenidade.

Assim sendo, evite qualquer assunto ou foco de discussão nos dias que antecedem a prova – sobretudo com familiares e namorados, que têm ainda mais impacto no nosso emocional.

Fuja de assuntos de política, discordâncias de opinião, entre outros temas polêmicos que possam causar palavrões e choradeira.

Além disso, nós sabemos que nem sempre todas as famílias dão 100% de apoio aos concurseiros.

Logo, se aos 45 do segundo tempo você ouvir críticas sobre seus estudos, que não irá passar, que concurso é fraudado, respire fundo, conte até 10 e mantenha o foco no seu objetivo.

Se você sofre com isso constantemente, escrevi outro artigo aqui no blog que irá o ajudar a lidar com esses impasses: como lidar com a pressão familiar durante os estudos para concursos?

4. Faça um checklist para a sua prova

Alguns dias antes da prova, faça um checklist com todos os itens que devem estar preparados na véspera da prova.

Essa é uma das principais dicas para provas de concurso, pois qualquer incongruência com as exigências do edital pode até mesmo te eliminar do certame.

Por isso, leia o edital com atenção e crie o checklist com o que você pode e deve levar; entre os itens mais recorrentes estão:

  • documento de identidade com foto;
  • canetas azuis ou pretas de corpo transparente;
  • cartão de inscrição;
  • garrafa d’água branca sem rótulo;
  • prendedor de cabelo;
  • entre outros.

Além disso, lembre-se de levar itens como remédios e alimentos (leves, como barras de cereais), que irão garantir seu bem-estar durante a prova.

Já para as meninas que possuem cabelos longos, além dos rapazes que também mantêm esse estilo, não se esqueçam dos prendedores de cabelo.

Em geral, as bancas exigem que os cabelos longos sejam presos para deixar as orelhas à mostra, evitando fraudes com pontos eletrônicos.

5. Na noite que antecede a prova, programe dois despertadores

Você possivelmente precisará acordar cedo no dia de fazer a prova. Por isso, a minha dica é não confiar em apenas um despertador, principalmente naqueles conectados à energia.

Nada também de contratar serviço de despertador do hotel! Você deve confiar apenas nos dispositivos que você programou.

Assim sendo, carregue seu celular com antecedência, programe o despertador e, o mais importante, deixe-o longe de você. Isso evita que você aperte a “soneca” ou o desarme sem perceber.

Além disso, use outro, analógico, em algum outro lugar do quarto, garantindo assim que você desperte na hora certa.

6. Já deixe tudo pronto com antecedência

Uma das dicas para provas de concurso mais preciosas é deixar tudo esquematizado com antecedência, evitando assim imprevistos.

Separe, na noite anterior, a roupa que usará no dia seguinte (bem como os itens do checklist). Além disso, deixe também tudo certinho para o café da manhã.

Caso você tenha provas de manhã e à tarde, prepare um sanduíche para comer entre as duas provas.

Mesmo que prefira almoçar, não confie 100% nos restaurantes da região. Eles podem estar lotados de outros candidatos neste horário entre provas, te atrasando.

7. Alongamentos também são dicas para provas de concurso

Antes de entrar para a prova e, durante a prova, em uma eventual ida ao banheiro, alongue seus músculos, evitando o cansaço.

Costas, pescoço e pernas merecem mais a sua atenção, pois são as regiões mais forçadas na posição que você fica para resolver a prova.

Essa prática irá te ajudar a combater o cansaço, garantindo mais bem-estar durante a realização do certame.

8. Saia de casa com muita antecedência

Essa, com toda certeza, é uma das dicas para fazer uma boa prova de concurso que você mais ouviu na vida. Mas é sempre bom reforçar!

Se a sua prova ocorre às 8h, por exemplo, nada de sair de casa só às 7h. Você estará sujeito às falhas com transporte, trânsito, imprevistos, acidentes que bloqueiam passagens e mais.

Além disso, pode ocorrer eventos em vias públicas que podem bloquear trajetos, atrasando a sua chegada, como corridas.

Meu amigo, fazer prova de concurso é um projeto longo, cansativo, no qual você dispensa muito tempo e energia. Não vá botar tudo a perder por conta de atrasos!

Se possível, conheça o trajeto na véspera e analise quais meios de condução são mais práticos para que você chegue com segurança. Assim, você evita todo e qualquer imprevisto!

Para os concurseiros de outra cidade, evite chegar na véspera do certame na cidade indicada. Se a sua prova é sábado, por exemplo, busque chegar quinta à noite, pelo menos.

Viajar na véspera te deixa sujeito a cancelamentos de voos, problemas na estrada e outros empecilhos que, se não te impedirem de chegar, irão te proporcionar um estresse desnecessário.

Dicas para fazer uma boa prova de concurso: que tal tirar dúvidas na mentoria?

Uma semana antes da sua prova dá tempo, sim, de sanar algumas dúvidas que ficaram em aberto sobre o conteúdo.

Esse processo de revisão e de ficar seguro às vésperas da prova pode ser muito mais fácil se você contar com o apoio de uma mentoria para concursos públicos.

Se você quer ter certeza de que está fazendo tudo realmente da melhor maneira, você pode contar com a experiência de grandes profissionais do mercado para te ajudar na aprovação.

Aqui no Método de Estudo mesmo, temos uma mentoria personalizada para concursos de qualquer área:  a Liga da Aprovação.

Diferentemente de um coaching para concursos, nossa mentoria permite que cada aluno desenvolva seus estudos de maneira única e personalizada. São:

  • Seis meses de mentoria comigo;
  • Atividades ao final de cada módulo;
  • Descontos nos serviços de nossos parceiros e professores,
  • Tira-dúvidas individualizado e muito mais.

Quero me inscrever e aproveitar as vantagens da Liga da Aprovação

Inscreva-se e garanta, mais do que uma revisão personalizada, um grande apoio quando estiver chegando a prova.

Por fim, meu amigo, deixo um conselho sobre a prova de concurso: a pressa é a inimiga da perfeição. Ajuste os últimos detalhes com antecedência que, assim, você chegará no grande dia muito mais tranquilo.

Se você gostou desse artigo com dicas para fazer uma boa prova de concurso, continue ligado aqui no blog. Na semana que vem, publicarei a parte 2: dicas para aplicar durante a prova.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Por que eu estudo para concursos públicos? Entenda sua motivação!

A motivação é um impulso que faz com que as pessoas ajam para atingir seus objetivos. Ter uma motivação e manter-se constantemente motivado é indispensável para quem é concurseiro. Você entende suas razões para estudar? Já se perguntou “por que eu estudo para concursos?”.

Eu já te disse, em outro artigo aqui do blog, que estudar para concursos é mesmo uma decisão agridoce.

Por mais que você tenha consciência dos benefícios que uma carreira pública pode lhe proporcionar, parece “coisa de louco” a rotina de estudos.

E, nesse meio tempo, você se abstém de vários momentos de diversão com os amigos, pode viver momentos de estresse familiar e até angústias.

Por isso, questionar-se “por que eu estudo para concursos?”, é o caminho mais rápido de manter sua motivação viva e, assim, superar os momentos de conflito e de dificuldades.

Pensando nisso, resolvi escrever este artigo como um amigo, com quem você desabafa em uma mesa de bar, para dar alguns conselhos sobre a sua vida de concurseiro. Continue a leitura!

Mais do que boa remuneração, os concursos te oferecem tranquilidade e respeito

“Por que eu estudo para concursos públicos? É óbvio, Alex! Pelo salário!” – essa, com certeza, seria a resposta de muitos de vocês para a pergunta do título.

Entretanto, antes mesmo da remuneração, sua motivação para estudar para concursos pode ser pautada em motivos mais nobres.

Primeiramente, você estuda para concursos pela estabilidade que a carreira pública poderá lhe proporcionar.

Você estuda pela paz de saber que está em um emprego no qual seus direitos são garantidos.

Seus direitos e benefícios são respeitados independentemente da sua cor, gênero, orientação sexual, religião e cultura.

Além disso, você sabe que poderá muito bem botar a sua cabeça no travesseiro e dormir tranquilo, sem o medo constante de ser demitido.

A remuneração é convertida em ampla qualidade de vida

No entanto, não sou hipócrita em afirmar que o dinheiro não importa. É claro que tem sua importância, principalmente pelo que ele poderá te proporcionar.

Se você é papai ou mamãe, sabe muito bem que uma boa remuneração é a oportunidade de oferecer uma vida melhor para os seus filhos, pois assim é possível custear boas escolas e planos de saúde, férias mais divertidas, entre outros benefícios.

Também é possível dar suporte financeiro aos seus pais, recompensando todo o apoio e amor que eles lhe deram a vida toda.

Seus sonhos pessoais também ganham espaço: a tão sonhada viagem, a compra da casa própria, do carro zero etc.

Assim sendo, a sua motivação nem sempre é a remuneração – mas sim o que ela pode proporcionar a você e àqueles que você ama.

Se você não souber porque estuda, irá desistir logo nos primeiros obstáculos

Dessa forma, é possível afirmar que você não estuda pelo dinheiro, mas sim por uma vida mais prazerosa.

Assim sendo, meu amigo, o conselho que dou é entender suas reais motivações, o que você pode alcançar trabalhando no serviço público, esquecendo um poucos os números propriamente ditos na conta bancária.

Afinal, se seus principais motivos para estudar para concursos não estiverem bem claros em sua mente, a chance é que, aos poucos, sua motivação despenque e você desista na primeira adversidade.

Logo, se você pensa que está estudando para ganhar 5, 10, 20 mil reais por mês, você pode ser facilmente convencido por outras oportunidades que surgirem no seu caminho. E, assim, o concurso público, com todos os seus benefícios, se torna passado.

Ainda não sei por que eu estudo para concursos. O que fazer?

A melhor maneira de entender suas reais motivações para estudar para concursos é conhecer seus calos, ou seja, tudo aquilo que dói em você. Quer alguns exemplos?

  • Você já foi demitido antes – e o pior, injustamente?
  • Você tentou abrir uma empresa e quebrou por algum motivo?
  • Está saindo da faculdade e não tem boas perspectivas na iniciativa privada?

São muitas as dores das pessoas que têm potencial para se tornarem concursadas. Você precisa entender suas dores e seus motivos para que, aí sim, se torne um concurseiro empenhado.

É claro que o cenário de concursos públicos não anda dos mais positivos, recheado de vagas. Já falamos muito sobre isso em outros artigos, como do Decreto 9.739/19, que trata com mais rigor a realização de concursos públicos federais.

Entretanto, os tempos são difíceis para todos. Quem está desempregado, está com tremenda dificuldade de conseguir recolocação no mercado. Quem tem emprego, teme em perdê-lo. Quem empreende, sofre com a recessão da economia.

Dessa forma, desistir de estudar para concursos para se aventurar em outra oportunidade pode ser roubada. Melhor enfrentar essa jornada que, pelo menos, irá te oferecer mais segurança em um futuro próximo.

Você só precisa de uma vitória

Ao contrário de outros âmbitos, em que a cobrança por vitórias é constante, nos concursos você precisa, em um primeiro momento, de uma única vitória: a aprovação.

Você poderá bater na trave várias vezes e deixar de ser aprovado por muito pouco. Mas basta mais um pouco de persistência para ser aprovado que, pelo resto de sua vida, todos sentirão orgulho de você.

Seu foco deve ser alcançar uma aprovação, ver seu nome publicado no Diário Oficial e, consequentemente, oferecer uma vida muito mais tranquila para você mesmo e sua família.

Precisamos de pessoas com propósitos bem definidos

Mais do que a motivação pessoal para estudar para concursos, você pode se inspirar em fatores externos para cumprir essa missão.

Atualmente, vemos o serviço público desvalorizado e, em muitos órgãos, sucateado. Dessa forma, pessoas que realmente desejam trabalhar para melhorar o país são necessárias.

Assim, pessoas comprometidas e capazes de mudar o Brasil é uma grande demanda do serviço público.

Escolha a área com a qual você mais se identifica e estude pesado! Além de todos os benefícios, você terá a missão de conceber, por meio do seu trabalho, um país muito mais digno do que no qual vivemos hoje.

Precisando de uma dose extra de motivação?

Você fez a sua escolha e está disposto a passar em um concurso público. Parabéns, eu admiro sua garra e determinação, afinal, eu já passei por isso.

Eu também já abdiquei de anos da minha vida para passar e sei como é difícil.

Sei também que, mesmo com seus objetivos claros, há momentos de desânimo, dias em que a carga parece pesada demais para os nossos ombros.

Logo, para evitar que essas fases sejam frequentes, já pensou em investir em uma fonte de motivação e aprendizado externa, como uma mentoria para concursos?

Portanto, se você tem problemas com motivação nos estudos, os programas de mentoria da Liga da Aprovação vão engajá-lo e prepará-lo em alto nível para todos os concursos que você está planejando estudar:

Liga da Aprovação Fiscal e Controle: mentoria focada em quem deseja fazer concursos da área fiscal e controle – como Receita Federal e outros.

Liga da Aprovação Policial: mentoria voltada para aqueles que irão prestar concursos da área policial, em geral.

Jornada da Aprovação: é um curso GRÁTIS, que vai ajudá-lo a se preparar  para qualquer prova, área, ou tipo de estudo, com conhecimentos gerais para um bom desempenho nos estudos.

Quero me inscrever e aproveitar as vantagens da Liga da Aprovação

Conhecer e aproveitar as aulas gratuitas da Jornada da Aprovação

São técnicas, atalhos, dicas e estratégias para você fazer o seu tempo dedicado ao estudo para provas de concurso valer a pena!

Estampe as suas motivações para você ver

Por fim, saiba que para ser um vencedor no mundo dos concursos, você deve sempre saber por que está estudando.

Assim sendo, faça das suas motivações seu mantra. Deixe-as estampadas, até mesmo fisicamente, no seu local de estudo.

É importante visualizar, continuamente, seus objetivos, para que a energia continue lá em cima. Crie mapas, com figuras que representem suas metas. Faça uma lista de sonhos. Entenda, sempre, o que poderá te fazer feliz.

Já sabe a resposta da pergunta “por que eu estudo para concursos públicos?”. Então é hora de acumular mais HBCs. Bons estudos!

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Como estudar para dois concursos ao mesmo tempo? (ou mais!) O que fazer e o que NÃO fazer

Uma dúvida recorrente entre os concurseiros é sobre como estudar para dois concursos ao mesmo tempo.

Isso porque a maioria dos candidatos costuma mesmo querer aproveitar o tempo de estudo dedicado à preparação para avançar em várias frentes.

No entanto, o que parece ser uma “jogada de mestre” para ser aprovado o quanto antes, pode ser prejudicial caso os dois certames sejam muito diferentes entre si. Afinal de contas, tentar seguir dicas milagrosas de como estudar para dois concursos diferentes, com dois editais com conteúdos muito diversos , é uma receita quase certa para você não conseguir estudar tudo a tempo. Com isso, essa busca de como estudar para dois concursos diferentes fará apenas com que você tenha  um desempenho mediano, se não ruim, em ambos.

Entretanto, aproveitar opções semelhantes é interessante. Pensando nisso, separei algumas dicas sobre como estudar para dois concursos e quando essa é uma atitude válida. Continue a leitura!

Para começar, esqueça a ideia de três, quatro concursos ao mesmo tempo

Primeiramente, na sua fala, eu já tiraria o “ou mais” – presente no título deste artigo. Pois, querer estudar para três, quatro concursos ao mesmo tempo, com eficiência, é praticamente impossível.

Não estou falando das pessoas que, por exemplo, formam base na área Policial e depois  buscam formas de como estudar para PF e PRF ao mesmo tempo, ou ainda para Agente do DEPEN, entre outros.

Estou falando dos concurseiros que, aos 45 do segundo tempo, com editais publicados, escolhem prestar muitos certames na mesma época.

Para pensar em como estudar para dois concursos ao mesmo tempo, você deve considerar  provas minimamente semelhantes. Por exemplo, duas provas para fiscais estaduais.

Ou seja, não dá para fazer concurso para Tribunais ao mesmo tempo em que se prepara para a área Policial. Escolha uma das áreas de estudos para concursos públicos e siga este caminho, evitando mudanças bruscas.  

Quanto aos concursos semelhantes, da mesma área, talvez essa seja uma boa oportunidade para quem está se perguntando se é possível estudar para dois concursos ao mesmo tempo. Isso porque é possível estudar para ambos com alto nível de aproveitamento. 

Vai prestar concurso para a área policial e quer encurtar seu caminho até a aprovação, sem dicas milagrosas, mas com estratégias realmente focadas em tirar o melhor de você e de sua preparação? Eu tenho duas dicas especiais:

As duas Ligas são mentorias que desenvolvem seu potencial de maneira personalizada e focada na aprovação. Vale a pena conferir!

Como estudar para dois concursos então?

1. Aproveite as opções semelhantes!

Estamos em época do Decreto 9.739/19, que trata com mais rigor a realização de concursos públicos federais, implementando uma série de critérios para que certames nesse âmbito possam ser autorizados e realizados.

Neste cenário, com uma possível escassez de concursos federais, muitos concurseiros já ampliam seus horizontes e avaliam se concursos estaduais e municipais valem a pena.

Por exemplo, se você sempre sonhou em trabalhar como Auditor Fiscal da Receita Federal, está pipocando uma série de concursos de Fiscal de ICMS ou ISS.

Então, se você me perguntar: Posso fazer dois concursos ao mesmo tempo? Neste caso, eu acredito que seja uma boa ideia. Ambos se tratam de concursos da área Fiscal, com editais semelhantes. Logo, talvez dê para estudar para dois concursos ao mesmo tempo, uma vez que há uma grande intersecção entre os conteúdos. Ou seja, muitas disciplinas são aproveitadas para ambos.

2. Foco nas disciplinas em comum

Assim sendo, ao escolher opções semelhantes, pegue os dois editais dos concursos almejados e analise o que há em comum.

Mesmo no período pré-edital, em que você só tem o edital do concurso anterior para se basear, comece estudando as matérias comuns aos dois concursos.

Esta é uma das melhores formas do concurseiro ganhar tempo ao se aventurar por certames simultâneos.

Leia também: Como estudar sem edital publicado em 3 passos simples

3. Um concurso vem bem antes que o outro? Foco nele!

Se, por exemplo, a prova do seu concurso 1 vem semanas antes do concurso 2, dê mais atenção às disciplinas específicas do primeiro.

Passado ele, após um ou dois dias de descanso, é hora de dar um gás no edital do concurso 2, dedicando-se quase integralmente às disciplinas que não eram compatíveis entre ele e o anterior.

Se você tem três semanas ou um mês entre um concurso e outro, com poucas disciplinas distintas, é tempo suficiente para aprender esses conteúdos variáveis.

Em contrapartida, mesmo com esse tempo entre os dois certames, se os editais forem extremamente diferentes, talvez não valha a pena se dedicar a estudar para dois concursos.

A chance de passar, tentando dois concursos, é dobrada?

O pensamento mais comum entre os concurseiros é que, ao aprender como estudar para dois concursos ao mesmo tempo, as chances de aprovação são dobradas.

No entanto, se você olha para dois lados, sua atenção é dividida, assim como suas chances de sucesso.

É claro que este é um cenário cada vez mais frequente, infelizmente, com a escassez de concursos públicos.

Entretanto, mesmo com poucas oportunidades, há quem se dedica para elas o tempo todo.

Ou seja, se você dividir sua atenção, a chance de perder a tão sonhada oportunidade quando ela surgir é grande.

Isso porque as poucas vagas serão conquistadas por quem se dedicou de corpo e alma àquele certame.

Essa é uma jogada arriscada, que é válida apenas se o seu objetivo for estudar para dois concursos semelhantes dentro da mesma área e para quem já tem uma boa base acumulada.

Cada escolha, uma renúncia

Se você está estudando há anos para um concurso que não vem, aproveitar opções semelhantes pode te dar a chance de conseguir sua estabilidade mais rápido.

No entanto, só faça uma troca ou concilie dois da mesma área caso a segunda opção seja satisfatória para você.

Mais uma vez, retomo o exemplo do concurso para Receita Federal vs. ICMS e ISS. Se a Receita é um sonho cada vez mais distante, avalie se o conhecimento que você já tem te oferece base para uma oportunidade de ICMS ou ISS e se esse novo concurso te atende em termos de:

  • salário;
  • benefícios;
  • estabilidade;
  • localização/moradia.

Estudando há menos de um ano?

Se você está estudando há menos de um ano para uma área complicada, esqueça essa história de dois concursos ao mesmo tempo.

Encarar dois concursos logo de cara só irá afetar a formação da sua base de conhecimento na área desejada.

Saber como estudar para dois concursos é uma manobra arriscada, que pode ser tentada por concurseiros já mais experientes.

Se você está estudando há pouco tempo e anda se sentindo um pouco perdido sobre como trilhar seu caminho até a aprovação, talvez seja interessante se inscrever no curso Pilares da Aprovação. Nele você recebe dicas importantes sobre como funcionam os concursos, como escolher a área de estudo ideal para você e muito mais.

Em suma, você encontra, em uma fonte confiável, tudo o que precisa para sua caminhada ser mais objetiva e focada.

Quer aproveitar opções semelhantes? Fique craque na sua área!

Se você já possui certa experiência e já sabe como estudar para dois concursos, deve estar ciente do quanto é importante ficar craque nas disciplinas básicas da sua área para quem quer aprender como passar em concurso

Se você quer ter certeza de que está fazendo tudo realmente da melhor maneira, você pode contar com a experiência de grandes profissionais do mercado para te ajudar na aprovação.

Aqui, no Método de Estudo mesmo, temos uma mentoria personalizada para concursos de qualquer área:  a Liga da Aprovação.

Diferentemente de um coaching para concursos, nossa mentoria permite que cada aluno desenvolva seus estudos de maneira única e personalizada. São:

  • Seis meses de mentoria comigo;
  • Atividades ao final de cada módulo;
  • Descontos nos serviços de nossos parceiros e professores;
  • Tira-dúvidas individualizado e muito mais..

Eu tenho tanta certeza que você vai ficar satisfeito, que se você não gostar, é só me mandar um e-mail cancelando (sem explicações) em até 21 dias de uso, que eu devolvo o seu dinheiro!

Em suma, uma dica de ouro sobre como estudar para dois concursos é: fique fera nas disciplinas em comum e, depois, dê foco às específicas do concurso que vem primeiro.

Tem alguma outra dica de como estudar para dois concursos ao mesmo tempo? Compartilhe conosco nos comentários.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Como estudar para concurso com filho pequeno: 5 dicas para conciliar os papeis de mãe e concurseira

Muitas mulheres têm o sonho de serem aprovadas em um concurso público, conquistando o tão merecido emprego e, com ele, bons salários, estabilidade financeira e inúmeros benefícios. Mas, paralelo a essa sonho, está também o de ser mãe. Mas e aí, como estudar para concurso com filho pequeno? Será que dá para conciliar maternidade e estudo para concursos?

Há, ainda, as mulheres que já estão lidando com a chegada de mais um membro na família. E é inegável que, na maioria das vezes, os cuidados com um filho as fazem adiar os sonhos da vida profissional.

Também não é incomum que, após formar uma família, muitas mulheres vejam na carreira pública uma chance de garantir uma vida melhor, seja para:

  • pagar boas escolas para as crianças;
  • custear viagens;
  • morar em uma casa maior e mais.

De toda forma, antes, durante e depois de ser mãe, estudar para concursos públicos é uma tarefa desafiadora.

Com todas essas questões rodeando a cabeça da mãe concurseira, resolvi reunir alguns conselhos sobre como estudar para concurso público com filho pequeno e conciliar a maternidade e os estudos para concursos. Muitas dessas dicas aprendi a partir da convivência com muitas mães concurseiras na Liga da Aprovação. Continue a leitura!

Antes de tudo, quero parabenizá-la

Primeiramente, se você já é mãe ou está grávida e decidiu prestar concursos públicos, quero desde já parabenizá-la pelo seu esforço.

Isso porque, naturalmente, estudar para concursos é uma escolha que, diariamente, envolve uma rotina de estudos pesada, além de angústias, busca por motivação constante etc.

Ter uma vida de concurseira, atrelada às preocupações naturais de uma mãe, é uma jornada extremamente difícil.

No entanto, se você se enxerga neste cenário, peço que não desanime. A jornada é árdua, mas ainda assim é possível vencê-la.

Eu mesmo já vi concurseiras grávidas, no final da gestação, fazendo provas e, posteriormente, sendo aprovadas.

Em cursos de formação que já fiz, vi mães também, recém-aprovadas, em fase de amamentação.

Ser mãe e concurseira é, de fato, aumentar os problemas na enésima potência, mas com apoio e perseverança é possível vencer. E vou te mostrar como!

Como estudar para concurso com filho pequeno: 5 dicas para conciliar maternidade e concursos públicos

Aprender como estudar para concurso com filho pequeno conciliando maternidade e estudo para concursos é praticamente uma tarefa estilo “se vira nos 30”.

Aproveitar cada oportunidade para estudar e revisar uma matéria é fundamental e a preguiça é a sua pior inimiga.

“Tudo bem, Alex, mas como isso funciona na prática?”. É o que você deve estar se perguntando. Confira, portanto, 5 dicas práticas de como estudar para concurso com filho pequeno.

1. Organize o seu dia e monte um plano de estudos

Aprender como se organizar para estudar para concurso começa com a  definição de horário para cada coisa que você deve realizar. Isso é fundamental. Por exemplo, procure estudar enquanto as crianças dormem ou estão na escola.

Comece, portanto, respondendo à pergunta: “Em que momento do meu dia, tirando todas as atividades que são indispensáveis (trabalho, dever de casa das crianças, suporte aos pais), terei tempo disponível para estudar?

Se for quando as crianças estiverem na escola, então dedique determinadas horas de estudo durante esse turno.

Se for à noite, deixe todas as suas atividades do lar, bem como as que são realizadas com as crianças, concluídas até a hora em que for estudar, para que não interrompam seu momento de foco.

Depois, monte um plano de estudo para concurso, divida as matérias conforme as horas de estudo que você conseguir no dia.

Uma boa dica é estudar por meio do Ciclo de Estudos para passar em concurso público.

O ciclo de estudos é uma metodologia completa que criei e que muitos concurseiros que já foram aprovados nos principais concursos do Brasil adotaram para aproveitar melhor suas horas de estudo, se manter motivado e em constante evolução de aprendizado.

Para que você possa aproveitar, ao máximo, as suas horas disponíveis, conheça nosso artigo:Ciclo de estudos para concurso público | parte prática”, que vai o ensinar o passo a passo para adotar esse modelo de planejamento.

2. Estabeleça uma rede de apoio

Se você tiver condições financeiras de contratar uma babá, é uma opção muito válida.

De alguma forma, é imprescindível procurar apoio (mãe e marido, por exemplo) e dividir responsabilidades. Essa é uma dica importante e uma das maneiras de você conseguir mais tempo para estudar.

É importante lembrar que, quando se trata do pai, ele possui responsabilidades tão grandes quanto as suas com o filho.

Muitas vezes, principalmente no caso dos bebês, as mamães costumam bancar as super-heroínas, acreditando que são invencíveis nos cuidados com os pequenos.

No entanto, por mais que as mães sejam insubstituíveis às vezes (como na amamentação), há outras tarefas que o papai dá conta e, assim, você poderá ter sossego para estudar.

3. Opte por videoaulas e cursos à distância

Ao tentar estudar para concurso com filho pequeno e conciliar maternidade e estudo para concursos, às vezes torna-se inviável fazer cursinho presencial.

Então opte por videoaulas, aprendendo, por exemplo, como estudar para concursos com o Youtube. Com esse tipo de plataforma e conteúdo você pode estudar no horário que for possível e pelo tempo que estiver ao seu alcance.

Isso significa até mesmo enquanto a criança está:

  • brincando;
  • tirando uma soneca;
  • fazendo as atividades escolares.

4. Aproveite os momentos ociosos

Além de estudar nas horas disponíveis, você deve aproveitar as folguinhas oportunas para dar uma potencializada nos estudos.

Por exemplo, se o seu filho é pequeno e está  assistindo a um desenho ou brincando, ou seja, com atividades que não dependem de você, então aproveite esse momento.

Por serem, em geral, momentos mais curtos, aproveite para:

5. Respeite seus horários, mas também não se culpe

Em suma, você deve respeitar os horários que criou para estudar. Isso é um ponto decisivo para que você possa extrair ao máximo os assuntos que está estudando.

É preciso levar em consideração que para se ter uma boa aprendizagem, é de extrema importância ter uma boa concentração.

E que na condição de ser mãe e concurseira, organização é a palavra chave para conseguir ser efetiva nos estudos.

Não importa se só são 2 ou 3 horas por dia, o importante é estudar com qualidade durante essas horas.

Entretanto, imprevistos acontecem. Há dias em que seu filho ficará doente, seus pais precisarão de apoio e até mesmo você não estará nas melhores condições.

Logo, não se culpe se eventualmente seu desempenho não for dos melhores. O importante é dar a volta por cima e retomar o ritmo o quanto antes.

Esse conselho vale, também, para as mamães em fase de amamentação. Se o bebê chorar durante os seus estudos, não se desespere.

Primeiramente, acalme seu bebê e depois que ele parar de chorar e voltar a descansar, acalme-se também.

Respire prestando atenção na sua respiração por um minuto e volte a se concentrar.

Novamente, o método de ciclo de estudos pode ser a melhor opção para sua rotina corrida de como estudar para concurso com filho pequeno, afinal, com ele você estabelece metas de tempo de estudo, mas sem definir um horário rígido previamente. Isso ajuda porque se o seu filho não estiver se sentindo bem na parte da manhã, você pode trocar as horas de estudo desse período do dia por algumas horas na parte da tarde. Usar um aplicativo para organizar o seu ciclo de estudos é uma boa ideia!

Ainda pensa em ser mãe? Saiba que esse sonho é mais fácil no serviço público

Ao contrário da iniciativa privada, em que a maternidade é muitas vezes mal vista, no serviço público seus direitos são assegurados!

De acordo com uma pesquisa da Escola Brasileira de Economia e Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV), metade das mulheres com a trajetória profissional analisada no estudo estava fora do mercado de trabalho 12 meses após o início da licença-maternidade.

Os motivos para a saída são inúmeros: demissão, falta de vagas em creches ou renda insuficiente para contratar uma babá.

Dessa forma, a carreira pública é uma excelente alternativa para as mulheres nos concursos que desejam se tornar mães.

Isso porque seus direitos como a licença-maternidade são plenamente garantidos! Ou seja, no serviço público, as mães são bem-vindas.

São seis meses de licença-maternidade, sendo permitido emendar com as férias e, até mesmo, emendar outras gestações se quiser.

No serviço público seu cargo é preservado, assim como o seu direito de ser mãe dedicada a sua família.

Além disso, os bons salários garantem que você poderá pagar uma boa creche ou babá nos primeiros anos de vida da criança, garantindo a sua tranquilidade para continuar trabalhando.

Seu filho terá orgulho de você e também poderá seguir seu exemplo

É difícil acreditar mas, por mais que seu pequeno te dê trabalho hoje, pode contar que, no futuro, quando ele souber a jornada que você enfrentou para ser aprovada, ele terá muito orgulho de você.

Além disso, você verá estampado no rosto dele a gratidão pela boa educação, pelos momentos de lazer e por outros confortos que você poderá oferecer a ele.

Por outro lado, se você for mãe de um adolescente, que às vezes está desmotivado com a escola ou a preparação para o vestibular, seu empenho com os estudos poderá ser inspirador.

Assim sendo, além da sua preparação garantir a sua aprovação, servirá de estímulo para que seu filho seja zeloso com os estudos dele.

Dessa forma, o compromisso com os estudos e com as dicas de como estudar para concurso com filho pequeno ou adolescente é capaz não só de gerar benefícios para você, mas refletir em uma postura mais madura para toda a família.

A melhor forma de se motivar é buscando inspiração nos pequenos

Como estudar para concurso com filho pequenos é uma tarefa difícil, é normal que haja dias em que a motivação está baixa.

E, nessas horas, a sua principal motivação será seu próprio filho. Lembre-se sempre de que você está enfrentando toda essa jornada justamente para oferecer a ele melhores condições de vida. Lembre-se sempre de buscar responder à pergunta: “Por que eu estudo para concurso?”. Essa pergunta vai te lembrar das razões que te levaram a escolher esse caminho. 

Elabore um mapa dos sonhos, com tudo o que você almeja alcançar pela sua família. Tenho certeza que te dará um gás extra!

Para as mamães que estão começando a estudar, uma ajuda

Se você está decidida a seguir as dicas de como estudar para concurso com filho pequeno , toda ajuda é válida para se aprofundar nos estudos, não é mesmo?

Busque por  bons materiais gratuitos para concursos, estude regularmente e defina uma rotina de estudos que envolve boas horas de dedicação, mas não esqueça que as aulas são importantes aliadas.

Se você está começando, saiba que, além das aulas, cresce a procura por mentoria para concursos públicos. Em geral, são orientações oferecidas por especialistas para que você:

  • estude de forma otimizada;
  • ganhe confiança;
  • seja aprovada.

Eu mesmo sou mentor de concursos públicos e ajudo concurseiros a terem sucesso em sua jornada de estudos.

Para quem está iniciando a vida de concurseira, preparei um curso gratuito, com quatro aulas, chamado Jornada da Aprovação:

  • Aula 1: Einstein Concurseiro – Mito dos Gênios
  • Aula 2: 7 pontos chave
  • Aula 3: Ferramentas da Aprovação
  • Aula 4: Quero ser Aprovado

As aulas são direcionadas para qualquer área de concursos. São técnicas, atalhos, dicas e estratégias para você fazer o seu tempo dedicado ao estudo para provas de concurso valer a pena!

Além desse curso gratuito, se você já sabe para qual área de concurso público deseja se dedicar, uma boa dica é conhecer a Liga da Aprovação. Trata-se de uma mentoria personalizada e focada em desenvolver suas habilidades por meio de técnicas comprovadas, reduzindo o tempo até sua aprovação.

Por fim, se você é mamãe concurseira e usa outras estratégias para fazer os estudos renderem,  compartilhe nos comentários.

Um abraço, Alexandre Meirelles.