Bancas organizadoras de concursos: quais são as principais?

Um concurseiro vencedor é aquele que tem a capacidade de conhecer bem o estilo de questões cobradas pelas bancas organizadoras de concursos, sobretudo a que irá organizar o certame desejado.

Conhecer a banca é essencial para prestar a prova com eficiência, afinal este é um elemento importante para direcionar e otimizar seus estudos.

Portanto, você deve buscar saber o rigor e o tipo de cobrança cobrados preferencialmente pela banca organizadora, a fim de obter o melhor desempenho possível nas questões.

Pensando nisso, preparei um artigo para explicar quais são e como são os perfis das principais bancas organizadoras de concursos no Brasil. Continue a leitura!

O que são as bancas organizadoras de concursos?

Antes de começarmos, um esclarecimento: O correto é chamá-las de “instituições organizadoras de concursos”, pois as “bancas” são os grupos de professores contratados pela instituição para organizarem uma prova. Contudo, todo mundo chama FCC, FGV, Cespe etc. de banca mesmo, então seguiremos assim.

As bancas examinadoras são responsáveis pela elaboração, divulgação e organização dos concursos públicos.

Normalmente, possuem professores permanentes ou contratam alguns especificamente para elaboração das questões das provas.

Dessa forma, o candidato que conhecer o estilo da banca, suas exigências e nível de dificuldade, estará mais preparado para a prova, fugindo de erros e surpresas.

Procurar entender as principais bancas organizadoras de concursos, com foco na que organizará o seu certame, permite que você entenda vários pontos importantes, como:

  • tipos de questões;
  • objetivo das questões;
  • forma de organização do edital;
  • tipos de recursos; 
  • tipos de pontuação.

E como saber mais sobre as bancas organizadoras de concursos?

Agora você deve estar se perguntando: “Como posso me familiarizar com os estilos das bancas organizadoras de concursos?”.

Uma dica para conhecer as bancas organizadoras – ou aquela que será a do seu próximo concurso – é pesquisar as últimas provas do seu concurso que foram organizadas pela banca.

Além disso, pesquisar provas de outros certames organizados por esta banca deve ser o segundo passo.

Por último, você pode comparar a forma como a banca organiza as suas provas e o edital com outras bancas existentes. 

Afinal, cada banca organizadora tem seus próprios recursos e objetivos, bem como o seu modo de organizar um certame.

Quais são as principais bancas organizadoras de concursos?

Buscando ajudá-lo nessa jornada de conhecimento pelas bancas organizadoras de concursos, vou citar as principais.

Além disso, com a minha experiência no mundo dos concursos, vou citar algumas características e particularidades de cada uma. Confira!

1. Cespe/Cebraspe 

A banca Cespe/UNB é uma das principais organizadoras de concursos públicos e também é bastante temida pela maioria dos concurseiros. Há um tempo mudou de nome para Cebraspe, mas os concurseiros continuam a chamando de Cespe.

O Cespe geralmente aposta em questões em que é preciso assinalar certo e errado nos enunciados e isso pede atenção redobrada dos candidatos. 

Isso porque quando uma questão é marcada erradamente, a penalidade é dada por meio do desconto de uma questão correta.

Assim sendo, neste formato, o candidato passa a ter 50% de chance de acerto e erro.

Além disso, o candidato perde a possibilidade de comparar opções de resposta e chutar por eliminação. Ele tem que, de fato, saber o conteúdo do exame.

Toda prova do Cespe, em geral, conta com questões muito bem elaboradas, fazendo com que candidatos realmente qualificados sejam aprovados.

Assim sendo, ao estudar para uma prova organizada pelo Cespe/UNB, o candidato deve praticar muitos exercícios dela, pois são os mais diferentes em relação a outras bancas. 

2. FCC – Fundação Carlos Chagas

A FCC anteriormente cobrava muitas questões do tipo “copia e cola”, pois as questões costumavam apresentar o perfil “decoreba”.

No entanto, agora este cenário mudou e eu a considero a melhor banca quando o assunto é a elaboração de questões de múltipla escolha.

Apesar dos longos enunciados, não apresentam tanta complexidade quando comparada às provas do Cespe. O estilo é de mais praticidade e respostas diretas.

Em geral, a banca também apresenta tradição de questões que cobram a análise e conhecimento literal das leis e da jurisprudência.

Além disso, preste bastante atenção aos enunciados: A FCC tem o costume de pedir a marcação da alternativa incorreta e muitos candidatos erram por não lerem devidamente.

Essa é uma das bancas organizadoras de concursos mais sérias do país e, assim como o Cespe, tem mais chance de organizar um certame que valoriza candidatos que estudaram.

3. FGV – Fundação Getúlio Vargas

A FGV é uma banca famosa por aplicar os exames da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Também costuma ser conhecida por aplicar algumas provas para cargos em tribunais em todo Brasil e grandes concursos que envolvam cargos da área do Direito.

É, sobretudo, uma das bancas organizadoras de concursos que trazem questões bastante complexas.

Por isso, muitos candidatos classificam essa banca como difícil e isso se deve a sua imprevisibilidade. Ela muda seu padrão a cada prova.

Em geral, traz textos longos para interpretação de texto e gramática. Na parte de Direito vem cobrando casos práticos e questões multidisciplinares envolvendo também texto de lei.

Dessa forma, se você irá prestar um concurso da FGV, a dica é estudar bastante o edital, fazer provas de concursos anteriores e olhar com carinho para a bibliografia, pois a banca já chegou a cobrar até mesmo notas de rodapé.

4. Cesgranrio

O Cesgranrio é uma banca mais fácil de se adaptar ao estilo uma vez que há muitas questões disponíveis em sites de questões.

Em geral, as provas organizadas pelo Cesgranrio são famosas por distribuir equilibradamente o conteúdo do edital.

Assim sendo, é bem difícil não cobrarem algo proposto em edital. 

Quanto à interpretação de texto, é tão complexa quanto a do Cespe e ainda pode ter gráficos e imagens.

Cuidado também com as provas de Raciocínio Lógico: geralmente são complexas e grandes, exigindo concentração do candidato.

5. Esaf

A Esaf também era uma banca que costumava deixar os concurseiros de cabelo em pé. Fazia concursos da Receita Federal e alguns outros concursos, geralmente federais.

As questões eram bem elaboradas e complexas, com estudo de casos em Direito e cobrança da letra de lei.

Dessa forma, o candidato tinha que estar bastante preparado, porque o grau de dificuldade era de médio para alto.

Nos últimos meses de 2018, entretanto, foi anunciado que a Esaf não faria mais nenhum concurso.

Mas pode continuar fazendo questões de provas anteriores da Esaf. Será um bom treino para qualquer prova que vier, com toda certeza.

No entanto, não se limite apenas ao conhecimento do estilo de prova desta banca que, agora, está extinta.

6. Vunesp

A Vunesp é a banca responsável pelos concursos da Polícia Civil paulista, tribunais de justiça, Cetesb, prefeituras paulistas, entre outros.

É uma banca considerada menos complexa que a FCC, por exemplo, mas que vem melhorado o nível de suas questões nos últimos anos.

Estudar gramática e os textos das leis são fatores muito importantes para provas organizadas pela Vunesp.

Por isso, aposte no estudo mais intenso do texto de lei e de gramática e resolva provas anteriores para perceber melhor o estilo das questões.

Atenção especial à disciplina de Português!

Quando você estiver estudando para um ou mais concursos, tenha uma atenção especial ao estilo da prova de Português de cada banca.

Isso porque as bancas organizadoras de concursos costumam cobrar essa disciplina de maneiras muito diferentes.

A prova de Português muda demais de uma banca para outra – há as que exigem mais de interpretação, outras de gramática etc.

Portanto, concentre-se bastante em entender o estilo e o ritmo das questões de português da banca do seu concurso.

BÔNUS: Confira artigos especiais aqui no blog sobre as Provas de Português do Cespe e a Provas de Português da FCC.

Bancas pequenas: Como estudar?

Às vezes a banca organizadora do concurso é uma organização tão pequena que não há muitas questões anteriores para você estudar.

Logo, se você se encontra nessa situação, você deve fazer questões de outras bancas pequenas, com tradição de questões mais diretas e decorebas.

Busque estudar lei seca (veja o artigo “como estudar lei seca?”), questões de raciocínio lógico mais intensas e mais. Dificilmente essas bancas trazem questões mais aprofundadas, de jurisprudência etc.

Seja lá qual for a sua banca, busque suporte

Não se desespere caso a banca do seu concurso esteja classificada como uma das mais desafiadoras do país.

Conhecer o estilo da banca e chegar afiado ao dia da prova é possível, ainda mais se você tiver suporte.

Você já pensou em contratar um programa de mentoria para concursos públicos

Mentores que já tiveram experiências com diversas bancas organizadoras de concursos certamente têm muita bagagem para compartilhar com você.

Eu mesmo ofereço um aqui no Método de Estudo: A Liga da Aprovação.

A Liga da Aprovação é dividida entre diversas áreas, como Fiscal, Policial, Controle, Bancária e mais. Sempre oferecendo um acompanhamento próximo da qualidade do seu estudo!

Os alunos da Liga da Aprovação têm direito a:

  • Tira-dúvidas individualizado;
  • seis meses de mentoria comigo;
  • atividades ao final de cada módulo;
  • descontos nos serviços de nossos parceiros e professores.

Botão de inscrição na Liga da Aprovação no post "Bancas organizadoras de concursos"

Tem mais alguma dúvida sobre as bancas organizadoras de concursos? Compartilhe nos comentários!

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Estudo para concurso público e redes sociais: como conciliar?

Olá, concursandos e concursandas! Estudo para concurso público e redes sociais são passíveis de conciliação? Hoje é inegável a presença e a importância dos smartphones e das redes sociais. No entanto, essa tecnologia tão disponível pode ser uma vilã para a concentração nos estudos. São diversas informações na palma das mãos e, caso você não tenha disciplina, facilmente irá perder o foco! Pensando nisso, preparei este artigo para mostrar como você pode usar as redes sociais a seu favor.

Leia mais

O que acontece quando você faz comparações com os concorrentes?

A concorrência é um aspecto que preocupa muitos concursandos, sobretudo quando se trata daquele concurso renomado que, não por acaso, é o cargo dos seus sonhos. Daí começa a preocupação com a relação candidato por vaga e outras bobagens.

Tentar superar a concorrência é fundamental para escalar seu desempenho e obter a tão sonhada aprovação.

No entanto, ficar bitolado, pensando apenas no desempenho do outro, pode ser nocivo para a sua preparação e gerar o efeito contrário que você deseja.

Se as notas vêm aumentando bastante e você está desesperado, este artigo é para você. Entenda o que acontece quando você faz comparações com os concorrentes!

As suas comparações com os concorrentes são saudáveis?

Não vou ser hipócrita de dizer que você não deve fazer comparações com os concorrentes.

Essa análise é importante, sim, para definir alguns aspectos como o percentual de acerto de questões que você deve manter e o mínimo que precisa para ser aprovado, por exemplo.

No entanto, antes que essas comparações com os concorrentes se tornem uma obsessão, é necessário tomar alguns cuidados.

Se saiu o resultado de um concurso e a nota foi muito alta, será que a concorrência estava mesmo afiada ou a prova que foi fácil?

Por exemplo, agora em novembro de 2019 tivemos acesso aos resultados para o concurso de Fiscal da Prefeitura de São José do Rio Preto.

Neste concurso, pela primeira vez na vida, vi os três primeiros lugares alcançarem 100% de acertos

Para se ter uma ideia, o 200º lugar tinha 90% de acertos. Neste caso, certamente não era toda a concorrência que estava em alto nível.

Se você olhar apenas para estes altos níveis de acertos, ficará desesperado de não estar acertando tudo isso no seu estudo orientado por questões.

Mas calma, meu amigo. Neste caso, por exemplo, com toda certeza o nível da prova foi muito fácil.

Assim sendo, antes de só fazer comparações com os concorrentes, verifique se há outros fatores que podem ter influenciado um desempenho aparentemente brilhante dos outros candidatos.

Cuidado com a “espetacularização” dos esforços da concorrência

Muitos cursos online, por exemplo, costumam dar destaque para depoimentos de aprovados.

No entanto, muitos depoimentos de aprovados podem ser gatilhos negativos para quem ainda está estudando.

Diante de “mitos” dos concursos, muitas pessoas que ainda estão estudando podem se sentir angustiadas e ansiosas.

No entanto, antes de fazer comparações com os concorrentes, entenda que a realidade de cada concurseiro é diferente

Assim sendo, não deixe que o sucesso do outro afete a sua caminhada que, mesmo sem qualquer ansiedade, já é muito árdua.

Cuidado para não comparar os seus bastidores com o palco dos outros!

Principalmente quando você faz parte de comunidades online de concurseiros, é normal se deparar com posts e stories de amigos com fotos de pilhas de livros, se vangloriando pelas 10 horas líquidas de estudo diárias.

No entanto, cuidado com as aparências! Quem te garante que ele realmente estudou 10 horas neste dia? Qual é a comprovação de que foram horas de estudo bem aproveitadas? Ele fez isso só por um dia ou todo dia?

Assim sendo, fuja de gatilhos que possam afetar o seu desempenho. O ideal é buscar aumentar o seu número de acertos em questões, mas sem se desesperar porque o outro parece ter uma rotina de estudos impecável.

O desempenho em questões é uma boa métrica de comparação

Você deve fazer comparações com os concorrentes quando o assunto é o nível de acertos em questões, por exemplo.

Em sites de questões, você pode e deve comparar o seu nível de acerto com o dos concorrentes.

Lembrando que para se considerar o “mestre” em uma disciplina, busque pelo menos de 80% a 90% de acertos nos exercícios.

Afinal, quase todos os concursos mais concorridos exigem pelo menos uns 80% de aproveitamento para ficar entre aqueles concursandos que competem pela aprovação.

Priorize as questões da última prova do seu concurso e as recentes da mesma banca que fará o seu.

Lembre-se de que quanto mais você acertar em casa, melhor, mas isso pode iludi-lo um pouco. 

Em casa, você terá todo o conforto e tranquilidade na hora de desenvolver questões, portanto, seu desempenho sempre será melhor.

Assim, se você atingir uma média de 90% de acertos em casa, pelo menos irá garantir 80% ou mais na prova, quando seu desempenho também poderá ser afetado por ansiedade e outros desconfortos.

Cuidado com as comparações com os concorrentes

Em suma, as comparações com os concorrentes só são eficientes quanto te inspiram a melhorar.

Você deve, portanto, tomar cuidado com o palco dos outros, com fotos bonitas nas redes sociais, depoimentos épicos em sites de concursos e mais.

Verifique o limite em que a comparação está atacando a sua ansiedade e afetando a sua saúde mental.

Aliás, se você estiver precisando de dicas para controlar as emoções, confira o artigo sobre o que fazer para controlar a ansiedade pré-prova de concurso.

Mais vale um suporte do que uma comparação

Mais importante do que as comparações com os concorrentes é adotar bons métodos de estudo, estudar por um material de qualidade e ser compromissado.

Esses, sim, são fatores determinantes para a sua aprovação. Para garantir um melhor aproveitamento nesses aspectos, busque apoio.

Você já pensou em contratar um programa de mentoria para concursos públicos? Eu mesmo ofereço um aqui no Método de Estudo: a Liga da Aprovação.

A Liga da Aprovação é dividida entre diversas áreas, como Fiscal, Policial, Controle, Bancária e mais. Sempre oferecendo um acompanhamento próximo da qualidade do seu estudo!

Os alunos da Liga da Aprovação têm direito a:

  • Tira-dúvidas individualizado;
  • seis meses de mentoria comigo;
  • atividades ao final de cada módulo;
  • descontos nos serviços de nossos parceiros e professores.

Quero me inscrever e aproveitar as vantagens da Liga da Aprovação

Com certeza você vai ficar satisfeito com a Liga da Aprovação! Se você não gostar, envie um e-mail cancelando em até 21 dias de uso, que eu devolvo o seu dinheiro!

Tem alguma outra dúvida ou desabafo sobre comparações com os concorrentes? Compartilhe conosco nos comentários.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Relação candidato por vaga: qual é a importância desta métrica?

Quando chega ao fim das inscrições para um determinado concurso, é normal que a banca solte a temida relação candidato por vaga.

Muitos concurseiros têm medo dessa métrica, pois acreditam que é ela que determina o nível de concorrência e, consequentemente, de dificuldade do certame.

Às vésperas da prova, essa análise pode até mesmo causar ansiedade em quem vem se preparando há algum tempo e sonha com o cargo.

Afinal de contas, vale mesmo a pena se preocupar com a relação candidato por vaga? Qual é a relevância dessa métrica? Entenda!

Relação candidato por vaga: um grande engodo

Que me desculpem os diversos especialistas no assunto, mas eu acredito que medir a dificuldade de um concurso pela relação candidato por vaga é uma grande bobagem.

Isso porque, no mínimo, 95% dos candidatos em um concurso são turistas. Isso quer dizer que se encaixam em algumas dessas categorias:

  • estão lá porque a família pediu/pressionou;
  • gente que acha que com fé e reza brava tem chance;
  • pessoas que estão fazendo o certame de treino.

Sendo assim, se eu pudesse fazer uma estimativa real de uma concorrência séria em concurso seria de, no máximo, cinco candidatos qualificados por vaga.

Portanto, o que interessa é estar entre nesse grupo dos mais bem qualificados e ponto final.

Como mensurar a concorrência real do certame?

Não interessa saber quantas pessoas estão concorrendo a uma vaga, e sim quem são estas pessoas.

Logo, o que é relevante é a qualidade dos candidatos com os quais você concorre, e não a quantidade.

Em um concurso com 50 vagas disponíveis, por exemplo, você sempre terá uns cinco que serão aprovados de qualquer jeito, e nas cabeças, pois estão há anos acumulando experiência e conhecimento.

Para as outras 45 vagas, pode contar que terá entre 150 e 250 pessoas qualificadas para serem aprovadas nelas.

A diferença entre a aprovação e a reprovação estará em alguns aspectos, como:

Dificilmente a diferença estará em nível de conhecimento entre os candidatos preparados, mas sim em fatores externos.

Em resumo, o que irá decidir os aprovados entre esses serão o nível de conhecimento nos temas que caíram na prova, sorte, calma na hora de fazer a prova, estado de saúde, etc.

Somente este pequeno grupo possui condições de passar no concurso, pois, com raríssimas exceções, o resto só está ali para remunerar a banca organizadora.

Há, ainda, aqueles que estão ali treinando o ato de fazer prova para um próximo certame que acredite que tenha reais chances de passar.

Você já passou no concurso mais importante da sua vida!

Certa vez, em sala de aula, conversando com amigos, dei um exemplo que muitos riram: você já venceu o concurso mais concorrido da sua vida.

Você só está neste mundo porque foi aquele exato espermatozoide, dentre outros 100 milhões, que encontrou o óvulo da sua mãe.

Se você não tivesse passado nesse concurso quase impossível, você não estaria aqui! rs

Assim sendo, qualquer relação candidato por vaga é ridícula perto desse seu primeiro concurso no qual você conquistou a aprovação, e ainda por cima em primeiro lugar!

Como saber se estou dentro da real disputa pelas vagas?

Para saber se você deve ter chances de ser aprovado, é necessário avaliar sua evolução enquanto concurseiro.

Por isso, analise se você está com alto índice de acertos em questões e já deu conta de todo o edital, com revisões organizadas, você tem chances.

Se quando o edital foi lançado você já dominava grande parte do conteúdo, você já está bem à frente da concorrência.

Em resumo, não interessa saber quantos candidatos são por vaga. O que interessa é que você esteja dentre os melhores que o coloque dentro do número de vagas.

Para garantir a aprovação, otimize os seus estudos!

Para ficar no bolo daqueles que têm chance de serem aprovados, é necessário otimizar constantemente os seus estudos.

Para vencer essa nova disputa, deixando a concorrência para trás como você fez quando ainda era um espermatozoide, o ideal é ter orientação.

Sendo assim, você já pensou em contratar um programa de mentoria para concursos públicos? Eu mesmo ofereço um aqui no Método de Estudo: a Liga da Aprovação.

A Liga da Aprovação é dividida entre diversas áreas, como Fiscal, Policial, Controle, Bancária e mais. Sempre oferecendo um acompanhamento próximo da qualidade do seu estudo!

Os alunos da Liga da Aprovação têm direito a:

  • Tira-dúvidas individualizado;
  • seis meses de mentoria comigo;
  • atividades ao final de cada módulo;
  • descontos nos serviços de nossos parceiros e professores.

Quero me inscrever e aproveitar as vantagens da Liga da Aprovação

Tem alguma outra dúvida quanto à relação candidato por vaga? Compartilhe conosco nos comentários!

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Áreas de concurso público: como escolher a ideal?

Começar a estudar para concurso é um momento intenso e confuso. Afinal, há uma rotina a ser criada e muitas decisões a tomar. A mais importante é a área de estudo. E aí, você sabe quais são as áreas de concurso público e como escolher a ideal para você?

Ter uma área bem definida, ou seja, um foco para a sua preparação é muito importante. Afinal de contas, se você estudar para a área Fiscal, Policial e Bancária ao mesmo tempo, dificilmente ficará craque em algum conhecimento e não alcançará nenhuma aprovação.

Dessa forma, no mundo dos concursos é indispensável ser um candidato “especializado” em uma área, independente se você tentará oportunidades nos âmbitos federal, estadual ou municipal. 

Mesmo que você tente mais de um concurso, se forem da mesma área, você terá uma base semelhante e conseguirá estudar de maneira mais ordenada.

Assim sendo, para explicar quais são as áreas de concursos públicos e como escolher uma delas, convidei o mentor de concursos Fernando Mesquita para debater o tema. Continue a leitura!

As disciplinas básicas mudam de uma área para outra

Saber quais são as áreas de concurso público e escolher uma delas é a primeira consideração que uma pessoa deve fazer ao começar a estudar. 

areas-concurso-publico-mentoria-fernando-mesquitaE não adianta apenas a postura de começar por disciplinas básicas, porque elas variam de acordo com as áreas de concurso público também. Cada um tem a sua cartela de “básicas”.

“Muitas pessoas acabam dizendo que vão estudar disciplinas básicas. Mas mesmo entre áreas diferentes, as disciplinas básicas têm alteração”, explica Fernando Mesquita.

Assim sendo, se você escolhe uma das áreas de concurso público de antemão, fica muito mais fácil direcionar a sua estratégia de estudos e aproveitar melhor o seu tempo de preparo.

6 áreas de concurso público

Com a ajuda do Fernando, listamos, então, as principais áreas de concursos públicos para você escolher uma que seja a sua cara. Confira:

1 – Área Fiscal

Entre as atribuições da área fiscal de concurso público, estão examinar a contabilidade de empresas, verificar a sua adequação à legislação pertinente, atuar em processos administrativos-fiscais e orientar o contribuinte em dúvidas quanto à legislação tributária e aos procedimentos relacionados à sua atividade.

As oportunidades estão no âmbito federal (Receita Federal e Auditor-Fiscal do Trabalho), estadual (ICMS) e municipal (ISS), o que amplia bastante o número de editais.

As atribuições dos cargos são similares, resguardadas as peculiaridades de cada tributo. 

Eu, Alexandre Meirelles, atualmente sou Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo e sempre estudei e trabalhei na área fiscal.

2 – Área Administrativa

A prova para a área administrativa de concurso público tem como objetivo a contratação de profissionais para executar as ações administrativas de um órgão.

“Essa talvez seja a segunda área com mais oportunidades de concursos”, reforça Mesquita. A primeira é a área Judiciária.

É uma área para formação geral, com vagas tanto para nível médio quanto para nível superior.

Em geral, você pode indicar quando há vagas com títulos de Técnico Administrativo, Analista Administrativo e outras denominações recorrentes disso.

Há oportunidades em órgãos de todos os poderes.

3 – Área Policial

Na área policial, há cargos em diversos segmentos, como Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícias civis e militares dos Estados e do DF, guardas-municipais e mais.

Algumas preparações, como da área de concurso público para a Polícia Federal, são mais complexas do que outras. Os salários, em geral, são proporcionais ao nível de exigência de cada cargo.

Também é típico da área que o candidato aprovado passe por um curso de formação antes de iniciar suas atividades.

Cargos da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência) e de Agente do DEPEN (Departamento Penitenciário Nacional) não são propriamente da área Policial, mas exigem disciplinas semelhantes e têm o mesmo perfil de candidato.

4 – Área de Controle

A preparação para a área de Controle de concurso público, em geral, envolve as matérias de controle externo e auditoria governamental, além de ser necessário aprofundar o estudo de AFO (Administração Financeira e Orçamentária) e Administração.

Os concursos mais famosos dessa área são:

  • Tribunal de Contas da União (TCU);
  • Tribunais de Contas Estaduais;
  • Os seis tribunais municipais de contas existentes no Brasil;
  • Controladoria Geral da União (CGU);
  • Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Em geral, o servidor da área de controle cuida da verificação de receitas e despesas públicas e da adequada gestão orçamentária, financeira e patrimonial de determinados órgãos e entidades.

5 – Área Jurídica

A área jurídica de concurso público envolve cargos específicos para graduados em Direito, como os concursos para Delegado, Defensor Público, Procurador do Estado ou Município, Procurador do Ministério da República e Juiz.

Muitos desses cargos são boas escolhas para graduandos em Direito que pensam em seguir a carreira pública.

6- Tribunais

“Os Tribunais não são exatamente uma área, mas acabam se distribuindo por diversas outras, como as citadas”, ressalta Fernando Mesquita.

Como um tribunal é um órgão, dentro dele você encontra cargos com atribuições das áreas Judiciária, Administrativa, Policial e mais. Entre os principais tribunais, temos:

  • Tribunais Regionais do Trabalho;
  • Tribunais de Justiça dos estados;
  • Tribunais Regionais Eleitorais;
  • Tribunais Regionais Federais.

Os certames da área, em geral, exigem formação de nível médio ou superior. As atribuições dos cargos consistem na execução de tarefas relacionadas à movimentação e guarda de processos e documentos, prestação de apoio técnico e administrativo às atribuições da unidade e, em alguns casos, atendimento ao público.

Como escolher minha área de concurso?

a) O primeiro passo é avaliar o que sua formação permite

“Hoje o Ensino Superior é o que era o Ensino Fundamental há 30 anos. Hoje, é quase que obrigatório a pessoa ter Ensino Superior”, avalia Mesquita.

Afinal, além das oportunidades de fazer graduação estarem muito mais fáceis – principalmente com os cursos EaD, o ensino superior te abre muitas portas.

Dessa forma, se você já tem um curso superior, avalie quais são as áreas de concurso público com oportunidades disponíveis para a sua formação.

Se você é formado em Direito, por exemplo, você pode ser Promotor, Delegado, Magistrado, Defensor Público e mais. 

Assim sendo, avalie sempre quais concursos a sua área de formação te permite fazer. Além da área jurídica, há diversas outras que aceitam graduação em qualquer curso superior.

Para cargos da área fiscal, por exemplo, você não precisa, obrigatoriamente, ser formado em Contabilidade ou Direito. Quase sempre qualquer graduação é aceita.

b) Não deixe de analisar também o que você quer fazer

A sua vocação também deve ser considerada na hora de escolher uma das áreas de concurso público.

Há quem não queira trabalhar na área de formação – muitas vezes, por não ter se identificado com o curso e concluído apenas para ter um diploma de ensino superior.

Sendo assim, o concurso público é a oportunidade ideal para colocar em prática o que você gosta de fazer.

“O que eu quero fazer? No que eu sou bom? No que eu tenho aptidão? Essas são algumas das perguntas que você deve se fazer”, aponta Mesquita.

No entanto, ele reforça que as suas fraquezas não podem te impedir de fazer algo que você deseja muito. Em alguns casos, basta trabalhá-las e se esforçar para superá-las.

As disciplinas de Exatas, por exemplo, reúnem um bom número de pessoas que não têm aptidão e não gostam.

No entanto, muitos cargos de concursos públicos exigem, pelo menos, uma prova de raciocínio lógico. Logo, é necessário vencer o medo e encarar o estudo das disciplinas de Exatas para, assim, ser possível conquistar a aprovação.

Ter que enfrentar disciplinas que você não gosta – como no exemplo de Exatas – é diferente do que prestar um concurso para trabalhar nessa área. Por isso, é importante ter em mente no que você é bom!

“O que muita gente esquece é que depois que você passar em um concurso, você terá uma carreira”, lembra Mesquita. 

Dessa forma, saber quais são as áreas de concurso público e escolher aquela que é a sua cara é fundamental.

c) Jamais abandone o seu sonho de verdade

Nada de prestar um concurso da área fiscal, por exemplo, caso você não tenha identificação nenhuma com o cargo.

Não é a boa remuneração que irá te trazer felicidade – sua saúde mental e satisfação com o trabalho também são muito importantes.

Mesmo que você esteja passando por dificuldades financeiras neste momento, não desista. Preste primeiro um concurso escada, mas batalhe pelo cargo dos seus sonhos.

O concurso escada é um concurso intermediário para aquele que você realmente deseja ser aprovado.

Esse tipo de concurso pode ter uma jornada de trabalho reduzida de 6 ou 7 horas diárias, o que possibilita o candidato ter mais tempo livre para estudar.

Além disso, gera uma renda que vai custear livros, cursos e despesas pessoais enquanto você estiver estudando para o cargo que realmente almeja.

Dessa forma, saiba que embora você alcance uma forma de renda no meio do caminho, deve continuar batalhando pelo cargo que te fará feliz.

Dúvidas sobre a carreira? Pesquise e converse!

Sabendo quais são as áreas de concurso público e tendendo a escolher uma específica, procure saber mais sobre o cargo desejado.

A minha recomendação e a do Fernando é que vocês procurem saber mais por meio de vídeos nos canais do Youtube voltado para concursos, mas também conversando com outros servidores.

Afinal, só quem vive a realidade de ser servidor público sabe das dores e das delícias do cargo. Logo, uma conversa é essencial para você saber se o seu perfil profissional condiz com o cargo almejado.

Decidida a área de concurso público, é hora de se preparar!

Assim que você decidir a sua área de concursos públicos, é hora de iniciar uma dedicação intensa para a sua prova.

Primeiramente, você deve adquirir bons materiais e montar um ciclo de estudos, organizando suas horas diárias de dedicação. Mas, contar com uma mentoria especializada em concursos também ajuda bastante!

A mentoria, em geral, é um programa oferecido por profissionais especializados na preparação de candidatos para fazer uma boa prova de concurso.

Além do apoio nos desafios emocionais e nas dúvidas sobre a vida de concurseiro, a mentoria para concursos é o suporte perfeito para estudar de forma otimizada e correta.

No Método de Estudo, por exemplo, a nossa mentoria personalizada para concursos públicos é a Liga da Aprovação.

De maneira personalizada, auxiliamos no desenvolvimento dos estudos dos alunos de acordo com a área de concurso público escolhida. Os programas de mentoria são:

  1. Liga da Aprovação Fiscal e Controle: mentoria focada em quem deseja fazer concursos da área fiscal e controle – como Receita Federal e outros.
  2. Liga da Aprovação Policial: mentoria voltada para àqueles que irão prestar concursos da área policial, em geral.
  3. Liga da Aprovação Demais Áreas: mentoria voltada para aqueles que irão prestar concursos das áreas de Tribunais, INSS, Bancários (BACEN, BB, BNDES, CEF ets), Cargos Administrativos (Técnicos e Analistas do Executivo, Legislativo e Judiciário), Formações Específicas (Engenheiro, Médico etc), e outras carreiras, como Petrobras, CVM, Carreiras Militares, e muitas outras.
  4. Jornada da Aprovação: é um curso GRÁTIS, que vai ajudá-lo a se preparar  para qualquer prova, área, ou tipo de estudo, com conhecimentos gerais para um bom desempenho nos estudos.
  5. Pilares da Aprovação: um curso rápido, objetivo e focado com tudo o que você precisa saber para entender melhor as diversas áreas de concurso, como eles funcionam, quais materiais ou cursos adquirir, como organizar seu estudo e como administrar seus recursos financeiros para a árdua caminhada rumo à aprovação.
  6. Passaporte Jornada da Aprovação: quer todos os benefícios das mentorias e cursos da Liga em um único pacote? Com o Passaporte, você tem acesso a 6 meses de conteúdo, canal direto comigo, Alexandre Meirelles, grupo privado no Facebook e muito mais por um preço exclusivo.  

Quero me inscrever e aproveitar as vantagens da Liga da Aprovação

Por fim, queremos saber: ficou mais fácil entender quais são as áreas de concurso público e como escolher uma delas? 

Se precisar, compartilhe suas dúvidas nos comentários. Agora é hora de muita dedicação e de acumular HBCs. 

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Vídeo ou PDF: o que priorizar na hora de estudar para concursos?

Em meio a tantas disciplinas para aprender, é comum bater a dúvida: vídeo ou PDF – o que ver primeiro na hora de estudar? 

Mas não se preocupe, colega! Priorizar a aula ou o material didático é uma escolha que varia de acordo com o seu nível de dificuldade ou familiaridade com a disciplina estudada. 

Eu vou te ensinar a melhor alternativa para conciliar estes dois métodos de estudo

Hoje existem vários suportes e fontes de consulta para otimizar e organizar a sua rotina de estudo. Entre as alternativas mais populares, é possível citar as aulas em vídeo e o PDF de materiais didáticos.

Antes de prosseguirmos, saliento que livros e PDFs para concursos são praticamente a mesma coisa, então neste texto tudo que eu me referir a PDFs serve para livros também.

Por isso, uma dúvida muito comum entre os concursandos é: vídeo ou PDF? Por qual meio devo estudar primeiro?

Em primeiro lugar, você precisa saber que não há jeito certo ou errado de iniciar um estudo. O mais importante é entender o suporte ideal de acordo com o seu nível de conhecimento sobre o assunto.

Cada pessoa tem um perfil diferente, bem como aptidões e formações variadas – dessa forma, há um método de estudo adequado para cada caso.

É importante lembrar que vídeo ou PDF não é uma dualidade! Lembre sempre que diferentes metodologias de estudo podem e devem ser conciliadas para gerar uma melhor preparação do concursando.

No caso de disciplinas difíceis e detalhadas, é fundamental que o estudo seja reforçado por um segundo processo de aprendizado.

Com a facilidade de acesso à internet, estudar por material em vídeo ou PDF se torna uma dúvida cruel!

Por isso vou levantar aqui as vantagens e desvantagens de cada tipo e como fazer a escolha certa em cada caso. Continue a leitura!

Vídeo ou PDF: qual a melhor escolha?

Primeiramente, vou apresentar os prós e contras no embate entre vídeo ou PDF. Confira!

Vídeo

As videoaulas geralmente têm um conteúdo adequado e são ministradas por professores renomados. Por ser um material perene, disponibilizado na internet, podem ser assistidas em diferentes lugares.

Sua velocidade de reprodução costuma otimizar o aprendizado. No entanto, sua principal falha está na dificuldade de revisão de conteúdo.

Absorver um conteúdo em vídeo exige a elaboração de resumos, quadros ou mapas mentais para facilitar a revisão. Afinal, você não quer assistir à mesma aula por várias vezes, né?

Além disso, as aulas online são um grande apoio para concursandos que moram em centros mais distantes e têm menos acesso a bons cursos e professores renomados.

No entanto, colega, se você é adepto das videoaulas, é importante ter o senso crítico de avaliar o quanto elas estão sendo produtivas.

O maior problema das aulas em vídeo é tomar um tempo excessivo do aluno! 

Alguns professores podem ser ‘lentos’ demais, o que é um problema. Se for este o caso, pode solucionar um pouco esse problema utilizando players com aceleradores de vídeo.

PDF e outros materiais de apoio

Os conteúdos em PDF e outros materiais de apoio, em geral, combinam trechos de vários livros de maneira sintética, concentrando-se nos assuntos mais cobrados nos concursos.

Além disso, o PDF e outros materiais de apoio permitem que o próprio candidato controle o seu ritmo de estudo. A revisão é facilitada, uma vez que o candidato pode fazer marcações no próprio material.

Além disso, é possível imprimir os textos, caso você prefira estudar longe do computador e seguir de forma mais rápida nas matérias em que tiver mais facilidade e de forma mais lenta quando houver mais dificuldade.

O material em PDF não depende de uma conexão estável com a internet. Basta salvá-lo que ele estará disponível a qualquer momento.

As videoaulas são aliadas das disciplinas difíceis

Como eu já disse anteriormente, escolher entre vídeo ou PDF depende do contexto e da sua necessidade no momento.

Se você já tem resistência e dificuldade com uma determinada matéria, ou têm dúvidas quanto ao assunto, o ideal é assistir à aula primeiro para pegar um conhecimento geral.

Se a matéria em questão for naturalmente mais complexa, como contabilidade, disciplinas de exatas e algumas legislações, não hesite em primeiro assistir à aula para entender o assunto e, assim, depois seguir para estudar o material com mais confiança.

Cálculos e resolução de problemas têm seu aprendizado facilitado com as videoaulas. 

Ouvir a explicação do professor, nesses casos, pode fazer muita diferença na hora de aprender a resolver um exercício!

Já conhece o assunto? Aposte no estudo aprofundado!

Se você tem facilidade, aptidão ou gosto pelo conteúdo em questão, vale a pena apostar em um estudo aprofundado do PDF ou material auxiliar sem assistir a aulas. Se houver necessidade, assista às aulas.

Afinal, dependendo da sua formação, é possível dispensar as aulas e aprender mais sobre um determinado assunto com algumas horas de leitura.

Se você estudar o material e entender o assunto, é possível poupar o tempo gasto com a aula e otimizar o seu tempo estudando um próximo assunto.

Dúvidas no meio do caminho: o que fazer?

Mesmo com as disciplinas que você tem facilidade pode ocorrer de no meio dos estudos, surgirem algumas dúvidas. Dessa forma, a melhor alternativa é assistir às aulas e buscar ajuda de um profissional.

Em resumo, colega, cada disciplina se adapta melhor a um suporte! As mais fáceis e intuitivas podem ser facilmente absorvidas pelo PDF, enquanto as mais exatas exigem o suporte do professor.

Mais importante do que pensar na melhor escolha entre vídeo ou PDF, é utilizar todos os métodos capazes de sanar as suas dúvidas e tornar o momento de estudo mais produtivo.

Encontrando maneiras mais eficientes de estudar

Escolher entre vídeo ou PDF é apenas uma de muitas questões que martelam na sua cabeça, não é mesmo? 

Para ajudá-lo na sua preparação, te apresento os programas da Liga da Aprovação:

  1. Liga da Aprovação Fiscal e Controle: mentoria focada em quem deseja fazer concursos da área fiscal e controle – como Receita Federal e outros.
  2. Liga da Aprovação Policial: mentoria voltada para àqueles que irão prestar concursos da área policial, em geral.
  3. Liga da Aprovação Demais Áreas: mentoria voltada para aqueles que irão prestar concursos das áreas de Tribunais, INSS, Bancários (BACEN, BB, BNDES, CEF ets), Cargos Administrativos (Técnicos e Analistas do Executivo, Legislativo e Judiciário), Formações Específicas (Engenheiro, Médico etc), e outras carreiras, como Petrobras, CVM, Carreiras Militares, e muitas outras.
  4. Jornada da Aprovação: é um curso GRÁTIS, que vai ajudá-lo a se preparar  para qualquer prova, área, ou tipo de estudo, com conhecimentos gerais para um bom desempenho nos estudos.
  5. Pilares da Aprovação: um curso rápido, objetivo e focado com tudo o que você precisa saber para entender melhor as diversas áreas de concurso, como eles funcionam, quais materiais ou cursos adquirir, como organizar seu estudo e como administrar seus recursos financeiros para a árdua caminhada rumo à aprovação. 
  6. Passaporte Jornada da Aprovação: quer todos os benefícios das mentorias e cursos da Liga em um único pacote? Com o Passaporte, você tem acesso a 6 meses de conteúdo, canal direto comigo, Alexandre Meirelles, grupo privado no Facebook e muito mais por um preço exclusivo. 

Um desses programas de mentoria vai ajudar você a se preparar na área que pretende se dedicar aos estudos! 

Profissionais com know how de alto nível vão auxiliá-lo, afinal, seu tempo de estudo merece ser valorizado. Comece hoje a trilhar o caminho da sua aprovação.

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Dúvidas ou comentários? Escreva no campo de “comentários” logo abaixo. Fique à vontade para compartilhar este artigo nas redes sociais:

22 filmes de motivação recomendados para concursandos

Há algumas semanas, eu indiquei uma lista de livros de motivação para concursandos. Como já era esperado, vocês pediram que eu também fizesse uma lista de filmes de motivação para quem está estudando.

Filmes são muito mais fáceis para os concursandos assistirem, afinal, muitos títulos hoje estão disponíveis na Netflix e, em duas horas em média, é possível absorver a história.

Eu assisto a muitos filmes, tenho uma meta de filmes a serem assistidos por ano e classifico todos que assisto em notas de 1 a 10. É um dos meus principais hobbies para relaxar!

Atendendo aos pedidos, montei uma lista com 22 filmes de motivação recomendados para concursandos.

Muitos dos títulos não são só indicados para buscar inspiração nos estudos, mas verdadeiras lições de vida que aplico no meu cotidiano.

Quase todos os filmes aqui indicados são biográficos, ou seja, baseados em fatos reais. Vamos à lista!

Filmes de motivação para os estudos

1) A Luta pela Esperança (Cinderella Man, 2005)

filmes-de-motivacao-a-luta-pela-esperanca

Mais do que um filme de motivação, este está entre os meus 10 filmes favoritos, seja lá qual for a categoria.

O filme apresenta a história do boxeador Jim Braddock, chamado de “O Cinderela”, que superou as dificuldades trazidas pela Grande Depressão americana e se transformou em herói nacional ao enfrentar o campeão Max Baer em uma luta memorável.

2) À Procura da Felicidade (The Pursuit of Happiness, 2006)

filmes-de-motivacao-a-procura-da-felicidade

À Procura da Felicidade é um filme de motivação famoso e obrigatório para todos os concurseiros!

Neste filme, Chris Gardner é um pai de família que enfrenta uma vida difícil. Despejado de seu apartamento, este pai solteiro e seu filho não têm onde morar.

Chris consegue um estágio não remunerado em uma firma de prestígio. Sem dinheiro, os dois são obrigados a viver em abrigos, mas Chris mostra-se determinado a criar um vida melhor para ele e seu filho.

3) Até o Limite da Honra (G.I. Jane, 1997)

filmes-de-motivacao-ate-o-limite-da-honra

Este é um filme de motivação que indico principalmente para as concursandas! Neste filme, em resposta à pressão política da senadora Lillian DeHaven, a Marinha Americana dá início a um programa de integração de mulheres aos seus serviços.

O programa começa com uma única candidata, a tenente Jordan O’Neil, escolhida especificamente devido à sua feminilidade. 

Jordan passa a fazer parte de um treinamento severo sob o comando de John James Urgayle, que pressiona a novata até que ela ganhe o respeito do superior com sua determinação.

4) Ben-Hur (1959)

ben-hur

O Ben-Hur a que você deve assistir é a versão original, lançada no fim da década de 1950.

Ben-Hur é um filme épico norte-americano, que conta a história de um mercador judeu que, após um desentendimento, é condenado a viver como escravo por um amigo de juventude, Messala, que é o chefe das legiões romanas da cidade. 

Mas uma surpreendente oportunidade de vingança surge de onde ele menos espera.

5) Coração Valente (Brave Heart, 1995)

coracao-valente-filme

O filme de motivação Coração Valente ganhou o Oscar de melhor filme em 1995 e é estrelado por Mel Gibson no papel do protagonista.

O filme conta a história de um herói escocês do século XIII, William Wallace, que lidera seus conterrâneos contra o monarca inglês Edward I, após ter sofrido uma tragédia pessoal causada pelos soldados do tirano.

O exército amador criado por Wallace se torna maior que o exército da Inglaterra e ele trava violenta batalha com o objetivo de libertar a Escócia de uma vez por todas.

6) Desafio no Gelo (Miracle, 2004)

desafio-no-gelo

Essa é um filme de motivação surpreendente dos estúdios da Disney.  Neste filme, o técnico de hóquei Herb Brooks, com seu estilo ousado, é contratado para dirigir o time de hóquei dos EUA na Olimpíada de 1980.

Enfrentando a favorita União Soviética na disputa pelo ouro, a equipe se torna um ícone do patriotismo americano em plena Guerra Fria.

7) 2 Filhos de Francisco (2005)

dois-filhos-francisco

O cenário nacional também apresenta grandes filmes de motivação para concursandos. A minha escolha é 2 filhos de Francisco.

Este é um filme emocionante que conta a história do senhor Francisco, um lavrador do interior do Brasil que tinha o sonho de fazer com que seus dois filhos fossem famosos cantores de música sertaneja.

A batalha de Francisco pelo sucesso dos filhos foi bem sucedida, afinal, seus garotos se tornaram Zezé Di Camargo e Luciano, uma das duplas mais bem-sucedidas no gênero no país.

8) Escritores da Liberdade (Freedom Writers, 2007)

escritores-da-liberdade

Esse filme de motivação apresenta uma revolução no aprendizado e o amor pela profissão de professora.

Em Los Angeles, uma jovem e idealista professora, chega a uma escola de um bairro pobre, corrompido pela agressividade e violência.

Neste cenário, os alunos se mostram rebeldes e sem vontade de aprender, e há entre eles uma constante tensão racial.

Assim, a professora Gruwell lança mão de métodos diferentes de ensino e, aos poucos, os alunos vão retomando a confiança em si mesmos e aprendendo.

9) Guerreiro (Warrior, 2011)

escritores-da-liberdade

Esse é um filme de motivação que possui uma das notas mais altas na minha listagem e conta a história de dois irmãos no universo do MMA.

Tommy Conlon é o filho mais novo de Paddy, que voltou há pouco tempo para casa. Tommy supera os problemas do pai com bebida e passa a treinar com ele para poder participar de campeonatos de MMA.

No entanto, sua trajetória faz com que tenha que enfrentar no ringue Brendan Conlon, seu próprio irmão.

10) Homens de Honra (Men of Honor, 2000)

homens-de-honra

Esse filme de motivação para concursandos reúne dois dos maiores atores da história do cinema – Robert De Niro e Cuba Gooding Jr.

O filme conta a história real de Carl Brashear, um jovem negro que entra para a Marinha americana nos anos 50, época em que o racismo prevalecia no país.

O jovem enfrenta o preconceito de seus colegas brancos e de seu instrutor, mas sua coragem e determinação conquistam o respeito de todos.

11) Invencível (Invincible, 2006)

invencivel

Em Invencível, você conhece a triste realidade de Vince Papale, que acaba de perder o emprego de professor e foi abandonado pela esposa.

Trabalhando como barman, sua paixão é jogar futebol com os amigos e torcer pelo seu time, Philadelphia Eagles.

Quando o novo técnico do Eagles, Dick Vermeil, anuncia que ele vai abrir testes para a seleção do time, Vince se inscreve e é escolhido, tornando-se o novato mais velho, com 30 anos de idade, sem formação acadêmica em futebol americano, a entrar em um time da NFL.

12) Mãos Talentosas (Gifted Hands, 2009)

maos-talentosas-filme-motivacao

Este filme de motivação é também uma verdadeira história de superação, mostrando que podemos sempre alcançar nossos sonhos, basta querer!

Ben Carson, interpretado por Cuba Gooding Jr, é um menino pobre de Detroit, que sempre levou uma vida desmotivada, já que tirava notas baixas e não tinha perspectivas de um grande futuro.

O que ele e os que estavam ao redor não esperavam era que ele se tornaria um neurocirurgião de fama mundial.

13) No Limite (The Express, 2008)

no-limite-filme

No Limite é outro filme de motivação que apresenta a história de uma das maiores lendas e um dos primeiros atletas negros do futebol americano.

Nascido em meio à pobreza, Ernie Davis consegue passar por vários obstáculos até entrar no programa de futebol da universidade de Syracuse.

Orientado pelo treinador Ben Schwartzwalder, ele vira um dos melhores jogadores de sua escola, inclusive conseguindo ter mais êxito que Jim Brown.

Em 1961, Davis se torna o primeiro jogador afrodescendente a ganhar o troféu Heisman.

14) O Escocês Voador (The Flying Scotsman, 2006)

no-limite-filme

Neste filme de motivação você conhece a história de Graeme Obree, um proprietário de uma loja de bicicletas, famoso por ganhar competições de ciclismo, que fica mentalmente incapacitado e sem patrocínio.

Mas ele não desiste e usa uma bicicleta improvisada chamada “Old Faithful” para continuar pedalando.

15) O Grande Desafio (The Great Debaters, 2007)

o-grande-desafio

Melvin Thompson, interpretado por Denzel Washington, é um brilhante professor. Ele decide apostar nos seus alunos para formar um grupo de debatedores e colocar a pequena Wiley College, do Texas, no circuito dos campeonatos entre as universidades.

Mas o seu maior objetivo é enfrentar a tradição de Harvard diante de uma enorme platéia.

16) O Resgate do Soldado Ryan (Saving Private Ryan, 1998)

o-resgate-do-soldado-ryan-filme

Os 30 minutos iniciais desse filme são considerados a meia hora mais tensa da história do cinema. Isso já diz muito sobre o potencial deste filme de motivação!

O filme conta a história do capitão Miller (Tom Hanks), que ao desembarcar na Normandia, no dia 6 de junho de 1944,  recebe a missão de comandar um grupo do segundo batalhão para o resgate do soldado James Ryan, caçula de quatro irmãos, dentre os quais três morreram em combate.

Por ordens do chefe George C. Marshall, eles precisam procurar o soldado e garantir o seu retorno, com vida, para casa.

O final do filme eu sempre utilizava em minhas palestras, porque mostra a verdadeira essência da motivação de estudarmos tanto para alcançarmos nossos objetivos.

17) Papillon (1973)

papillon-filme

Este é o filme adaptado do meu livro favorito e, é claro, integra o meu “top 10” de melhores filmes de motivação!

Na década de 30, Papillon, interpretado por Steve McQueen, foi acusado de assassinato e mandado para cumprir prisão perpétua na Guiana Francesa.

Na prisão, as regras são claras: qualquer um que tentar fugir ganha como punição dois anos de solitária.

Mas isso não é o bastante para assustar Papillon, que vai tentar fugir de qualquer maneira.

Em uma das vezes ele quase consegue e vai parar inicialmente em uma colônia de hansenianos e depois em uma tribo de índios caribenhos, até chegar à Ilha do Diabo.

18) Prova de Fogo (Akeelah and the Bee, 2006)

prova-de-fogo

Um filme de motivação muito sensível, em Prova de Fogo um professor muda a vida de uma menina de 11 anos quando começa a treiná-la para o desconhecido caminho dos concursos de soletração.

Com sua ajuda, a garota, chamada Akeelah, vai descobrindo possibilidades, desenvolvendo capacidades e influenciando os que estão à sua volta com sua coragem e determinação.

19)  Quase Deuses (Something the Lord Made, 2004)

quase-deuses

Vivien Thomas, um negro na década de 30, é contratado como faxineiro mas acaba ajudando o Dr. Alfred Blalock em uma investigação médica.

O problema é que o racismo não permite a entrada de Thomas na universidade, mas como ele é indispensável para o êxito do projeto, sua entrada é permitida contanto que somente Blalock receba as honras.

20)  Rocky I a VI (1976 a 2006)

rocky-filme

Dica indispensável de filme de motivação, sobretudo para os concursandos homens que acompanham o blog e o canal do Método de Estudo.

A história de Rocky Balboa é um clássico e extremamente motivadora. Em resumo, Rocky é um desconhecido boxeador da Filadélfia que complementa sua renda como coletor de um agiota.

Nesta cidade, ocorrerá a disputa pelo campeonato mundial de pesos pesados, marcada para o dia de Ano Novo de 1976, o ano do bicentenário da Declaração da Independência dos Estados Unidos.

Porém, o desafiante do campeão Apollo Creed se machuca, e o promotor Jergens encontra dificuldades de encontrar outro oponente. 

Creed apresenta a ideia incomum de lutar contra um lutador local, de origem italiana: sua escolha recai em Rocky.

Deu origem a diversas continuações, dentre as quais a minha predileta, a terceira.

21)  Um Sonho Possível (The Blind Side, 2009)

um-sonho-possivel

Um filme de motivação que acredito que muitos já viram, mas eu jamais poderia deixar de indicar, é Um Sonho Possível, estrelado por Sandra Bullock.

Michael Oher, um adolescente afrodescendente sem teto, entrava e saía do sistema de ensino ano a ano.

Em uma noite de chuva, Leigh Anne Tuohy e seu marido levam-no para sua casa. A família torna-se representante legal de Michael, transformando tanto a sua vida quanto a deles.

O tamanho de Michael e seu instinto protetor fazem dele uma estrela no campo de futebol e, com a ajuda de sua nova família e de uma tutora dedicada, ele percebe seu potencial como estudante e jogador de futebol.

22)  Uma Mente Brilhante (A Beautiful Mind, 2001)

uma-mente-brilhante

Conheça a história de John Nash (Russell Crowe), um gênio da matemática que, aos 21 anos, formulou um teorema que provou sua genialidade e o tornou aclamado no meio no qual atuava.

Mas, aos poucos, Nash se transforma em um sofrido e atormentado homem, que chega até mesmo a ser diagnosticado como esquizofrênico pelos médicos que o tratam.

Após anos de luta para se recuperar, ele consegue retornar à sociedade e acaba sendo premiado com o Nobel.

Quais são os seus filmes de motivação favoritos?

Listei 22 filmes de motivação para vocês se divertirem nas horas de descanso e buscarem inspiração para enfrentar a jornada diária de estudos para concursos públicos.

Lembrando que filmes têm avaliações diferentes de acordo com o gosto de quem assiste! Mas eu espero que os títulos aqui listados possam agradar vocês.

Se tiverem outras sugestões de filmes de motivação para concursos, coloque aqui nos comentários, pois eu vou assistir também!

Mentoria para manter a motivação e foco nos estudos

Os programas da Liga da Aprovação podem ajudá-lo a ter foco nos estudos para concurso público de acordo com a sua área:

  1. Liga da Aprovação Fiscal e Controle: mentoria focada em quem deseja fazer concursos da área fiscal e controle – como Receita Federal e outros.
  2. Liga da Aprovação Policial: mentoria voltada para àqueles que irão prestar concursos da área policial, em geral.
  3. Liga da Aprovação Demais Áreas: mentoria voltada para aqueles que irão prestar concursos das áreas de Tribunais, INSS, Bancários (BACEN, BB, BNDES, CEF ets), Cargos Administrativos (Técnicos e Analistas do Executivo, Legislativo e Judiciário), Formações Específicas (Engenheiro, Médico etc), e outras carreiras, como Petrobras, CVM, Carreiras Militares, e muitas outras.
  4. Jornada da Aprovação: é um curso GRÁTIS, que vai ajudá-lo a se preparar  para qualquer prova, área, ou tipo de estudo, com conhecimentos gerais para um bom desempenho nos estudos.
  5. Pilares da Aprovação: um curso rápido, objetivo e focado com tudo o que você precisa saber para entender melhor as diversas áreas de concurso, como eles funcionam, quais materiais ou cursos adquirir, como organizar seu estudo e como administrar seus recursos financeiros para a árdua caminhada rumo à aprovação.
  6. Passaporte Jornada da Aprovação: quer todos os benefícios das mentorias e cursos da Liga em um único pacote? Com o Passaporte, você tem acesso a 6 meses de conteúdo, canal direto comigo, Alexandre Meirelles, grupo privado no Facebook e muito mais por um preço exclusivo.  

Um dos programas de mentoria vai ajudar você a se preparar na área que pretende se dedicar aos estudos. Profissionais com know how de alto nível vão auxiliá-lo, afinal, seu tempo de estudo merece ser valorizado!

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Dúvidas ou comentários? Escreva no campo de “comentários” logo abaixo. Fique à vontade para compartilhar este artigo nas redes sociais:

Como conciliar estudo para concurso e namoro para evitar crises

O amor é um sentimento sublime, mas todos sabem que os namoros e relacionamentos também passam por dificuldades, como quando o outro precisa se dedicar quase que integralmente ao sonho do sucesso profissional. E aí, será que dá para conciliar estudo para concurso e namoro?

No plano das vantagens, teoricamente você tem ao seu lado alguém que lhe dá forças. Alguém que lhe incentiva.

Por outro lado, nem sempre tudo é um mar de rosas e há quem sofra pressão psicológica do(a) esposo(a) ou namorado(a) quanto à preparação e aprovação nos concursos.

Nós sabemos que a fase de estudos é árdua, exigindo dedicação quase que integral do candidato. Nesse cenário, ter o apoio das pessoas que você ama é fundamental.

Assim sendo, o diálogo e o equilíbrio podem ser a chave para o sucesso no amor e na aprovação. Confira a seguir algumas dicas de como conciliar estudo para concurso e namoro. Confira!

4 maneiras de conciliar estudo para concurso e namoro

1 – Fuja de relacionamentos tóxicos e sabotadores

Infelizmente, já vi vários casos em que muitas pessoas não conseguiram conciliar estudo para concurso e namoro. Especialmente quando só um dos dois está estudando.

Muitas vezes, o outro lado não compreende a falta de tempo do amado, a aparente “obsessão” pelos livros, o estresse e as angústias. A falta de parceria, muitas vezes, gera o conflito. Nesses casos, o que fazer?

Quando se ama, muitas vezes você busca o sucesso profissional – por meio dos concursos públicos, por exemplo – para não só proporcionar uma vida de qualidade para você, mas também para o outro.

Entretanto, é justamente nos momentos de dificuldades que o amor é colocado a prova e, vai por mim, quem te ama de verdade irá compreender seus objetivos e oferecer apoio.

Eu tenho um cérebro muito matemático e sou uma pessoa racional. Logo, para mim, se estou em um relacionamento em que a pessoa não apoia meus sonhos e mostra-se muito combativa, sabotando meus estudos e esforços, não vejo por que continuar nessa situação.

Eu sei que sentimentos não são fáceis e lidar com as emoções é um tanto complicado. No entanto, você jamais deve colocar em risco seu bem-estar e sucesso. 

Afinal de contas, isso tudo também é primordial para que você venha a formar uma família um dia, por exemplo.

Você é uma pessoa esforçada, dedicada e tem seus valores. Logo, você precisa compartilhar sua vida com quem te admira e estimula os seus sonhos.

Dessa forma, diante de sinais de sabotagem, repense se é com essa pessoa com quem você quer passar seus dias.

2 – Saiba definir prioridades para conciliar namoro e estudo

É importante lembrar que muitos conflitos são resolvidos com equilíbrio. Portanto, priorize os momentos a dois no seu tempo de descanso e relaxamento da rotina de estudo.

Se a reclamação, por exemplo, é que você nunca vai a uma confraternização de família, que tal ir àquela festinha de aniversário que cairá justamente no sábado a noite, seu tempo de folga?

Não estou dizendo para você exagerar, tudo deve ser feito com moderação, para não afetar seu desempenho.

No entanto, com equilíbrio é possível conciliar o estudo para concurso e namoro, sem precisar sacrificar nenhum dos dois.

3 – Quando você estiver com o seu amor, curta o momento

Outra dica valiosa para quem busca conciliar o estudo para concurso e namoro é saber aproveitar integralmente os momentos vividos.

Da mesma forma que não dá para ficar no WhatsApp com o seu namorado (a) o tempo todo enquanto estuda, é fundamental que quando junto você se dedique a ele ou ela.

Nos momentos a sós, não fique falando de concursos e com a cabeça lá nos seus resumos.

Faça valer a pena o tempo (já restrito) que vocês têm a sós. Façam algo que adorem, como ver aquela estreia no cinema ou comer aquele hambúrguer delicioso. Esteja com ela ou ele, seus amigos e família.

Afinal de contas, se o seu namoro já está em conflito, só irá piorar caso os momentos a sós não sejam de qualidade.

Lembre que esta pessoa pode ser fundamental para manter sua linha de equilíbrio, principalmente em termos emocionais.

Não são poucos os relatos de candidatos que reconhecem que o seu parceiro foi fundamental para alcançar a vitória!

Os discursos de posse, geralmente realizados pelo primeiro colocado no concurso, quase sempre reconhecem os companheiros.

4 – Inclua seu amor nos seus hobbies

Resumindo, você deve dosar para que a maioria do seu tempo livre seja compartilhado com seu amor.

Se você já passa o dia todo estudando e nas horas vagas prefere jogar pelada, ver Netflix sozinho, entre outras opções, talvez ele ou ela tenha razão de reclamar.

Já que os estudos ocupam grande parte do seu dia, permita que os momentos prazerosos sejam ainda mais felizes compartilhando-os com quem você ama.

Aprender a fazer essas concessões é importante para ter sucesso em conciliar o estudo para concurso e namoro.

Relacionamentos saudáveis também podem sofrer crises durante os estudos

Eu sei que não é todo relacionamento que passa por discussões é necessariamente tóxico.

Conciliar o estudo para concurso e namoro é difícil justamente porque essa é uma fase de renúncias.

Se antes você trabalhava e agora só estuda, provavelmente abriu mão de um salário que proporcionava conforto, segurança e lazer para você e seu parceiro ou parceira.

Consequentemente, reduz-se o número de viagens, idas a restaurantes, festas, filmes assistidos e momentos a dois.

Para quem está acostumado com uma rotina romântica, essa quebra brusca de expectativas pode ser um tanto dolorida.

Nesses casos, o diálogo é sempre a melhor solução. Se você é concurseiro, converse com seu amor que os seus estudos são um projeto de vida para vocês.

Afinal de contas, com a sua aprovação, será possível viver com mais tranquilidade, pagando as contas em dia, criando uma situação favorável para ter filhos em um futuro próximo (ou oferecer uma vida melhor ao pequeno, caso vocês já sejam pais) e, também, realizar sonhos, como aquela almejada viagem ou a casa própria.

Em suma, o estudo para concursos públicos é uma empreitada que não é só sua, mas dele(a) também, uma vez que a consequência será uma vida melhor para ambos.

Por isso, para conciliar o estudo para concurso e namoro, converse, peça a compreensão e diga que a ausência em festas, encontros e os raros momentos juntos serão recompensados em um futuro próximo.

Que tal uma dose extra de motivação como presente?

Se você tem um amor que te motiva, valoriza e estimula o alcance dos seus sonhos, é fundamental se preparar para alcançar a aprovação e oferecer uma vida melhor para vocês dois.

Para ficar ainda mais confiante para a prova e não deixar a oportunidade passar, aulas preparatórias sempre vão bem!

Além de ter bons materiais, estudar regularmente e definir uma rotina de estudos, as aulas são importantes aliadas.

Pensando nisso, preparamos os programas da Liga da Aprovação que podem te ajudar a se preparar para as provas:

  1. Liga da Aprovação Fiscal e Controle: mentoria focada em quem deseja fazer concursos da área fiscal e controle – como Receita Federal e outros.
  2. Liga da Aprovação Policial: mentoria voltada para àqueles que irão prestar concursos da área policial, em geral.
  3. Liga da Aprovação Demais Áreas: mentoria voltada para aqueles que irão prestar concursos das áreas de Tribunais, INSS, Bancários (BACEN, BB, BNDES, CEF ets), Cargos Administrativos (Técnicos e Analistas do Executivo, Legislativo e Judiciário), Formações Específicas (Engenheiro, Médico etc), e outras carreiras, como Petrobras, CVM, Carreiras Militares, e muitas outras.
  4. Pilares da Aprovação: um curso rápido, objetivo e focado com tudo o que você precisa saber para entender melhor as diversas áreas de concurso, como eles funcionam, quais materiais ou cursos adquirir, como organizar seu estudo e como administrar seus recursos financeiros para a árdua caminhada rumo à aprovação. 
  5. Passaporte Jornada da Aprovação: quer todos os benefícios das mentorias e cursos da Liga em um único pacote? Com o Passaporte, você tem acesso a 6 meses de conteúdo, canal direto comigo, Alexandre Meirelles, grupo privado no Facebook e muito mais por um preço exclusivo. 

Por fim, saiba que conciliar estudo para concursos e namoro é possível, principalmente se você mantém uma rotina organizada

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Estudar no carnaval ou descansar? | Dúvidas de concurseiro

Estudar no carnaval ou não estudar, eis a questão. Que o carnaval é um dos feriados mais amados pelos brasileiros não há dúvida. O clima de festa é generalizado e parece impossível resistir à folia. Mas para quem é concurseiro bate a dúvida: devo mesmo estudar no carnaval? Não dá para parar um pouquinho?

Para quem é da folia, é difícil não aproveitar os blocos, as festas, os churrascos em família e os happy hours com os amigos. Afinal, parece que só ouvimos barulho e diversão por todo lado.

Ao mesmo tempo, para quem não dispensa momentos de sossego, quatro dias de folga parecem a oportunidade ideal para viajar com a família, dormir, assistir a filmes e mais.

Seja lá qual for a sua preferência, fato é que a data coloca em cheque o seu compromisso com os estudos.

E aí, será que dá para fazer aquela pausinha de estudar no carnaval? Continue a leitura que eu vou te aconselhar sobre isso!

Fatores a considerar para estudar no carnaval (ou não!)

1 – Se você estuda há anos e está sem edital, descanse

Em primeiro lugar, saiba que curtir ou não os dias do carnaval é uma escolha que dependerá diretamente do seu contexto e sua realidade enquanto concurseiro.

Ou seja, a folga de estudar no carnaval dependerá do seu nível de preparação, esforço e, é claro, a previsão do seu concurso.

Assim sendo, se há anos você vem mantendo um ritmo pesado de estudos, sente-se muito cansado, tem trabalhado, estudado, já prestou vários concursos e não tem um edital à vista, descanse.

Isso não necessariamente quer dizer que você deve “encher a cara”, virar noites acordado, tomar glicose no hospital e mais (brincadeira! rs).

Aproveite a decisão de não estudar no carnaval com sabedoria para, acima de tudo, descansar seu corpo e sua mente. Mas também vale curtir os amigos desde que seja com responsabilidade e moderação.

Quando você leva seu plano de estudo com seriedade, quatro ou cinco dias de folga não serão prejudiciais a longo prazo.

No entanto, seja sincero, reveja sua postura e verifique se, de fato, você está realmente merecendo esse descanso.

2 – Se você estuda há poucos meses, talvez não seja a hora de parar

Se você ainda é um concurseiro recente, ou seja, que estuda há poucos meses, talvez parar de estudar no carnaval não seja uma boa ideia.

Seja lá qual for sua intenção – ir foliar ou descansar – não dá para parar de estudar totalmente.

Nesse caso, quatro ou cinco dias inteiros longe dos livros poderão te prejudicar – isso quando não acontece de enforcar o resto da semana, após a quarta de cinzas (sabemos que, muitas vezes, isso acontece).

É claro que você pode tirar momentos de descanso e até ir um happy hour, um bloco ou festa com os amigos, afinal, ninguém é de ferro.

Mas cair na folia, abandonar completamente os estudos durante cinco dias e descuidar da saúde pode render graves consequências.

Em suma, você deve refletir sobre suas escolhas. Eu sei que pode ser difícil abrir mão dos amigos e da diversão agora.

Mas, lembre-se de que outros carnavais virão – e pode ter certeza que serão mais prazerosos com dinheiro no bolso e a vida garantida!

3 – Eu trabalho e estudo. Devo estudar no carnaval?

Infelizmente, para quem trabalha e estuda, o carnaval deve ser encarado como uma oportunidade de estudar mais e ter tempo para iniciar conteúdos novos.

Sei que o cansaço é grande mas, infelizmente, quando é necessário dividir o tempo de estudo com o trabalho, você deve aproveitar cada oportunidade de se dedicar integralmente aos seus livros.

É claro que você pode tirar momentos para espairecer. Mas os feriados, fins de semana e férias são a oportunidade que você tem de recuperar o tempo “perdido” em que esteve trabalhando.

Assim sendo, estudar de seis a oito horas líquidas por dia no feriado irá te ajudar a dar um bom andamento no conteúdo.

E quem tem edital aberto e autorização para sair precisa, mais do que nunca, tirar os cinco dias para dar um gás nos estudos.

Como estudar no carnaval com todo o clima de folia?

Se o seu rendimento não está tão legal ou se você trabalha, será necessário driblar as tentações para estudar no carnaval.

Pensando nisso, separei alguns conselhos para que você mantenha um bom desempenho, mesmo com o clima carnavalesco:

  • Descanso: escolha no máximo um dia de folga e prefira atividades leves, sem ou com consumo moderado de bebidas alcoólicas;
  • Mude o ambiente: fuja da TV e estabeleça um novo ambiente de estudo para evitar as tentações;
  • Ouça boa música para facilitar o seu foco e afastar as possíveis marchinhas de carnaval;
  • Pratique exercícios: aproveite as manhãs livres para se exercitar e ganhar energia extra!

Além disso, você deve evitar abusar das bebidas alcoólicas, para não se sentir indisposto no próximo dia.

O ano realmente só começa depois do carnaval?

Este é um conselho para quem está começando a estudar para concursos públicos agora. Não comece com o pensamento de que “o ano só começa depois do carnaval”.

Logo, se você tem essa perspectiva, avalie se a vida de concurseiro é o que você realmente quer.

Além do mais, se você não estudou o tanto que deveria no início do ano, corra atrás do prejuízo!

Dessa forma, estabeleça um cronograma de estudos, compre boas aulas e materiais de qualidade, faça exercícios e, sobretudo, defina prioridades!

Sua prioridade é sair para a folia com os amigos? Reforço que, se você quiser viver um futuro tranquilo, talvez esse seja o momento de renunciar a algumas coisas e estudar no carnaval.

Carnaval é, sim, tempo de estudar!

Eu sei que é duro aceitar, mas estudar no carnaval também é válido. Dessa maneira, se você precisa dar um gás, apenas aceite a sua realidade, colega.

Em resumo, tirar cinco dias de folga deve ser uma recompensa para quem estuda há bastante tempo e com muita intensidade – e que, é claro, não está com tantas previsões de edital.

No mais, são cinco dias inteiros para que você possa acumular muitas HBCs e sair na frente da concorrência. Confesso que é isso o que eu faria.

Nesses momentos mais difíceis do ano, uma ajuda extra é um estímulo muito bem vindo e você pode obtê-lo participando de um dos programas da Liga da Aprovação.

  1. Liga da Aprovação Fiscal e Controle: mentoria focada em quem deseja fazer concursos da área fiscal e controle – como Receita Federal e outros.
  2. Liga da Aprovação Policial: mentoria voltada para àqueles que irão prestar concursos da área policial, em geral.
  3. Liga da Aprovação Demais Áreas: mentoria voltada para aqueles que irão prestar concursos das áreas de Tribunais, INSS, Bancários (BACEN, BB, BNDES, CEF ets), Cargos Administrativos (Técnicos e Analistas do Executivo, Legislativo e Judiciário), Formações Específicas (Engenheiro, Médico etc), e outras carreiras, como Petrobras, CVM, Carreiras Militares, e muitas outras.
  4. Jornada da Aprovação: é um curso GRÁTIS, que vai ajudá-lo a se preparar  para qualquer prova, área, ou tipo de estudo, com conhecimentos gerais para um bom desempenho nos estudos.
  5. Pilares da Aprovação: um curso rápido, objetivo e focado com tudo o que você precisa saber para entender melhor as diversas áreas de concurso, como eles funcionam, quais materiais ou cursos adquirir, como organizar seu estudo e como administrar seus recursos financeiros para a árdua caminhada rumo à aprovação.
  6. Passaporte Jornada da Aprovação: quer todos os benefícios das mentorias e cursos da Liga em um único pacote? Com o Passaporte, você tem acesso a 6 meses de conteúdo, canal direto comigo, Alexandre Meirelles, grupo privado no Facebook e muito mais por um preço exclusivo.  

Um dos programas de mentoria vai ajudar você a se preparar na área que pretende se dedicar aos estudos. Profissionais com know how de alto nível vão auxiliá-lo, afinal, seu tempo de estudo merece ser valorizado!

Um abraço, Alexandre Meirelles.

assine a nossa newsletter

Dúvidas ou comentários? Escreva no campo de “comentários” logo abaixo. Além disso, fique à vontade para compartilhar este artigo nas redes sociais: