Material de Estudo atualizado: quando devo trocar?

Você está estudando com a 16ª edição de um livro X que já está na 17ª ou 18ª edição. É preciso comprar a edição mais nova? No artigo dessa semana, eu vou explicar quando você deve ou não trocar o seu material de estudo por uma versão atualizada. Se você também tem essa dúvida, espero ajudá-lo!

A escolha de materiais de estudo adequados é um dos fatores mais determinantes para a sua aprovação em um concurso público. Evite comprar o primeiro material que encontrar e passe longe dos sebos, livrarias especializadas em livros usados e antigos.


Livro atualizado: devo trocar meu material?

É muito comum um concurseiro comprar um livro novo só porque na capa contém um balãozinho escrito “Atualizado até a Emenda Constitucional XX de 2014”. É claro que, quanto mais atualizado o livro estiver, melhor. Mas, comprar um livro só por causa disso, na maioria das vezes, é bobagem.

Por exemplo, o parágrafo 4° do artigo da Constituição Federal foi alterado em 2013 pela Emenda Constitucional n° 76. No site do Planalto você encontrará desta forma:

§ 4° O veto será apreciado em sessão conjunta, dentro de trinta dias a contar de seu recebimento, só podendo ser rejeitado pelo voto da maioria absoluta dos Deputados e Senadores, em escrutínio secreto.

§ 4° O veto será apreciado em sessão conjunta, dentro de trinta dias a contar de seu recebimento, só podendo ser rejeitado pelo voto da maioria absoluta dos Deputados e Senadores. (Redação dada pela Emenda Constitucional n° 76 de 2013).”

Estará tudo em preto, exceto esse último trecho entre parênteses, que estará em azul. Perceba que só alteraram o finalzinho do parágrafo, não exigindo mais o “escrutínio secreto”. Se for o caso, imprima só o pedaço que foi atualizado e cole-o por cima do seu material de estudo. E estude-o muito bem, pois as bancas adoram cobrar esses artigos mais novos.

Quando eu devo buscar um material de estudo atualizado?

Eu tenho a teoria de que se o livro mudou mais de 10 ou 20% do conteúdo ou surgiu algo muito novo na área, é preciso trocar o livro para a edição mais atualizada sim. No vídeo dessa semana eu explico melhor sobre isso, confira!

Livre para compartilhamento, desde que mencione este artigo com o respectivo link.


Não se esqueça de periodicamente entrar no site da editora para ver se o seu livro foi atualizado ou se há algum arquivo com a atualização para baixar. Não precisa trocar de livro a cada nova edição, somente quando ela for bem alterada mesmo.

Livro novo não passa em concurso público

Sempre digo que quem tem livro com cara de novo não passa em nenhum concurso público e que só acredito no sucesso de quem tem livro todo amassado, sujo, rabiscado etc. Afinal, quem tem livro bonitinho é colecionador ou livreiro, não é concurseiro compromissado!

Quantas vezes você foi fazer algum exercício e pensou: “isto está no canto esquerdo do meu livro X, então eu me lembro da resposta direitinho”. Por isso, faça marcações nos livros à vontade. Não temos que ter pena dos livros de concurso público, porque daqui a poucos anos já estarão totalmente defasados, principalmente os de Direito, pois nossas leis mudam toda semana.

Rabisque, sublinhe e marque com caneta marca-texto. Se você ficar trocando sempre para o livro atualizado, perderá essas anotações, que facilitam muito o seu estudo e servem para lembrar mais facilmente na prova.

Um abraço do Alexandre Meirelles!

 

 

Dúvidas ou comentários? Escreva no campo de “comentários” logo abaixo. Fique à vontade para compartilhar este artigo nas redes sociais:

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *